Cuiabá 24/04/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Especialista comenta a clonagem de cartão de débitos

No primeiro caso, a tarja magnética comporta-se de maneira semelhante a antiga fita k-7, sendo que o material dessa tarja tem propriedades magnéticas que permitem gravação e leitura.


 

O que se observa é que, cada vez mais, a mesma tecnologia é adotada em escala mundial, o que por um lado reduz custos permitindo desenvolvimento e aplicação. Por outro lado, permite que os mesmos mecanismos de fraude sejam efetivos nos diferentes locais.

 

A fraude pode ocorrer tanto em cartões baseados em tarja magnética como em cartões baseados em chip, o chamado smart card. No primeiro caso, a tarja magnética comporta-se de maneira semelhante a antiga fita k-7, sendo que o material dessa tarja tem propriedades magnéticas que permitem gravação e leitura. Nesse caso, a eventual cópia é relativamente simples, pois bastaria copiar o padrão magnético dessa tarja. No segundo caso, o smart card é capaz de aumentar a segurança porque, ao ser lido, além de informar dados do correntista também opera fornecendo respostas de dados a determinadas consultas realizadas pelo terminal. O fator complicador para o falsificador seria conhecer essas consultas para poder simular e obter as respostas esperadas. Infelizmente, há notícias de fraudes inclusive relacionadas aos smart cards.

 

Para que a fraude possa ser completa, o fraudador precisa ter acesso às informações de identificação pessoal da vítima, mais especificamente a senha numérica. Para obter isso, o fraudador pode se utilizar diferentes abordagens como observar diretamente a seqüência digitada, instalar câmera que monitore o teclado, identificar o som produzido por cada tecla e reproduzir a seqüência ou ainda, algum mecanismo mais requintado.

 

Para obter êxito, o fraudador deve ter acesso ao equipamento para fazer os devidos preparativos como instalar leitores adicionais, alterar os dispositivos para copiar informações e instalar câmeras e microfones. Assim, cuidados como procurar caixas eletrônicos em agências ou locais devidamente monitorados, não aceitar auxílio de estranhos, digitar as senhas de maneira discreta limitando visualização do teclado por outros ângulos, ficar atento ao dispositivo de leitura, verificar se o mesmo está devidamente fixado e se segue o padrão de textura e cores do equipamento, são úteis para evitar surpresas desagradáveis”, sugere o professor William Nogueira do Curso de Sistemas de Informação, das Faculdades Integradas Rio Branco.

Autor: Da Redação/Com Assessoria
Data: 04/12/2008
Noticias da Sessão: Cidades
» Motorista é multado após vídeo de agentes de trânsito circulando em carro com pneu furado em Cuiabá
» Prefeito diz que governo e Ministério da Saúde devem ajudar a Santa Casa porque 70% dos pacientes são do interior de MT
» Ministro anuncia repasse de R$ 48 milhões para custeio do novo Hospital Municipal de Cuiabá
» templos de fé: Incêndio em Notre-Dame acende cuidados em igrejas de Mato Grosso
» Santa Casa fechada: Prefeitura afirma que pacientes continuam recebendo atendimento
» Obra histórica: Fechado há 4 anos, Museu do Rio passa por reestruturação
» Bonança: Lucro de empresa de Maggi cresce 50% e chega a R$ 808 milhões
» Nível de rio sobe após intensas chuvas e moradores ribeirinhos enfrentam alagamento em MT
» Governo deve prever para 2020 salário mínimo corrigido pela inflação, mas sem aumento real
» Sonho realizado: Cuiabano de 18 anos é aprovado em sete universidades nos EUA
» BR-163: Ônibus de Secretaria de Saúde com 19 passageiros capota
» Cidade Verde: Estudo aponta que Cuiabá perdeu 17% de área verde em 30 anos
» CPTEC emite alerta de tempestade e vendaval em Cuiabá e mais 87 municípios; veja lista
» Caos Financeiro: AL poderá destinar recursos para ajudar a Santa Casa
» Novo hospital municipal de Cuiabá não terá gestão 'portas abertas' a pacientes do interior
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.