Cuiabá 22/05/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Prefeito diz que governo e Ministério da Saúde devem ajudar a Santa Casa porque 70% dos pacientes são do interior de MT

Emanuel Pinheiro (MDB) disse que o problema não é só do município. Unidade está de portas fechadas há mais de um mês devido a uma crise financeira e dívidas que ultrapassam a R$ 100 milhões.


 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), disse, durante a visita do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, à capital, nesta segunda-feira (22), que a reabertura da Santa Casa de Misericórdia depende da ajuda financeira do governo do estado e do governo federal, por meio do Ministério da Saúde.

A unidade está de portas fechadas há mais de um mês devido a uma crise financeira e dívidas que ultrapassam a R$ 100 milhões.

Para o prefeito, o apoio é fundamental já que 70% dos pacientes atendidos no hospital filantrópico são do interior de Mato Grosso.

"Primeiro, preciso de um apoio concreto do governo. Até porque 70% dos pacientes da Santa Casa são do interior do estado. Segundo, o Sistema Único de Saúde (SUS) é universal, então, precisamos do apoio do Ministério da Saúde, senão eu posso prejudicar Cuiabá com isso. Eu não posso e não vou fazer isso com a população cuiabana", declarou.

Ele explicou que a Santa Casa teve uma grave crise de gestão interna e que tem dívidas com a prefeitura. "Não posso trazer os problemas de uma instituição privada para dentro da prefeitura. A prefeitura já tem seus problemas e compromissos com a população", enfatizou.

 
Funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá já fizeram vários protestos em frente ao hospital — Foto: Felipe/ Arquivo pessoal Funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá já fizeram vários protestos em frente ao hospital — Foto: Felipe/ Arquivo pessoal

Funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá já fizeram vários protestos em frente ao hospital — Foto: Felipe/ Arquivo pessoal

A crise na Santa Casa se agravou no ano passado, com quatro greves de funcionários por falta de pagamento de salários. À época, houve um impasse entre a prefeitura e a direção da unidade.

O então diretor da Santa Casa dizia que estava à espera de recursos oriundos das emendas parlamentares e fundos que somavam mais de R$ 17 milhões e que ainda não tinham sido repassados pela prefeitura.

De outro lado, a prefeitura alegava que tem dívidas a receber e que não poderia fazer mais nenhum repasse de verba.

Agora, são seis salários em atraso. Várias campanhas estão sendo feitas por voluntários que buscam ajudar os funcionários que estão sem receber salários.


 

Autor: Emanuel Pinheiro (MDB) disse que o problema não é só do município. Unidade está de portas fechadas há mais de um mês devido a uma crise financeira e dívidas que ultrapassam a R$ 100 milhões. Por G1 MT
Data: 22/04/2019
Noticias da Sessão: Cidades
» Couro cabeludo rasgado: Criança tem exposição craniana após ser atacada por pitbull
» UFMT tem bloqueados 30% do orçamento para 2019 após decreto do governo federal e reitora cita retrocesso
» 3 mil registros: Fornecimento de energia elétrica lidera as reclamações registradas pelo Procon em abril
» Acidente: Avião parte ao meio depois de fazer pouso de emergência em MT
» Motorista é multado após vídeo de agentes de trânsito circulando em carro com pneu furado em Cuiabá
» Prefeito diz que governo e Ministério da Saúde devem ajudar a Santa Casa porque 70% dos pacientes são do interior de MT
» Ministro anuncia repasse de R$ 48 milhões para custeio do novo Hospital Municipal de Cuiabá
» templos de fé: Incêndio em Notre-Dame acende cuidados em igrejas de Mato Grosso
» Santa Casa fechada: Prefeitura afirma que pacientes continuam recebendo atendimento
» Obra histórica: Fechado há 4 anos, Museu do Rio passa por reestruturação
» Bonança: Lucro de empresa de Maggi cresce 50% e chega a R$ 808 milhões
» Nível de rio sobe após intensas chuvas e moradores ribeirinhos enfrentam alagamento em MT
» Governo deve prever para 2020 salário mínimo corrigido pela inflação, mas sem aumento real
» Sonho realizado: Cuiabano de 18 anos é aprovado em sete universidades nos EUA
» BR-163: Ônibus de Secretaria de Saúde com 19 passageiros capota
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.