Cuiabá 24/04/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Falta de combustível: Sem pagamento de fornecedor, viaturas da segurança voltam a parar

É o que afirmou o governador Mauro Mendes (DEM) nesta terça-feira (29), em uma reunião com deputados e prefeitos do Vale do Guaporé.


 

Depois da polêmica do recolhimento de viaturas da segurança pública do Estado por causa do fim do contrato dos aluguéis de veículos, um novo problema atrapalha a circulação não só das viaturas da segurança, como também as que fazem o transporte de presos no sistema prisional. É o que afirmou o governador Mauro Mendes (DEM) nesta terça-feira (29), em uma reunião com deputados e prefeitos do Vale do Guaporé.

 

Com o discurso de muitas dívidas e poucos recursos, o governador expôs novamente a situação do Estado, que ele classifica como “muito mais quebrado, mais desorganizado e mais bagunçado do que eu podia imaginar”.

 

Leia também - Governo aluga casa no condomínio Alphaville para seguranças; secretário explica

 

Durante a reunião, ele afirmou estar resolvendo vários problemas diários, entre eles, o pagamento do fornecedor de combustível. “De hoje para amanhã vai parar um monte de viaturas, porque nós não temos o dinheiro para pagar os fornecedores de combustível. Hoje, o transporte de presos não está mais acontecendo. As viaturas da Sejudh estão todas sem abastecer”.

 

Segundo Mendes, a dívida é alta e, apesar do fornecedor propor um acordo, não existe recurso em caixa para esse pagamento. “Porque devemos R$ 17 milhões para o fornecedor e ele queria receber pelo menos R$ 1 milhão. E não tem como. Tenho compromisso de pagar o servidor. E se não pagar o servidor, é outra confusão, é greve. É dramática a situação do Estado”.

 

Farmácia de Alto Custo

 

Outro setor que também corre o risco de paralisar as atividades, de acordo com o governador, é a Farmácia de Alto Custo. “Se não pagar R$ 3 milhões para os fornecedores de remédios, em fevereiro vão parar quase todos os hospitais regionais do estado por falta de remédio, porque devemos R$ 15 milhões”.

 

Nesse caso, o Estado está tentando acordo com o fornecedor, tendo em vista a extensão e gravidade da paralisação dessa unidade de saúde. “Sexta-feira vamos pagar R$ 3 milhões, devemos R$ 15 milhões, para ele não parar de fornecer remédios”.

 

Outro lado

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) informou por meio de nota que as viaturas da segurança pública (polícias, sistema penitenciário e sistema socioeducativo) estão com abastecimento normal. Inclusive na tarde de hoje será feito pagamento de parcelas referentes a 2018 do contrato da Sejudh. Duas viaturas do sistema penitenciário no interior do estado, que estavam em escolta, tiveram problema com abastecimento ontem, mas hoje foi normalizado. 

Autor: GD: Thalyta Amaral
Data: 30/01/2019
Noticias da Sessão: Cidades
» Motorista é multado após vídeo de agentes de trânsito circulando em carro com pneu furado em Cuiabá
» Prefeito diz que governo e Ministério da Saúde devem ajudar a Santa Casa porque 70% dos pacientes são do interior de MT
» Ministro anuncia repasse de R$ 48 milhões para custeio do novo Hospital Municipal de Cuiabá
» templos de fé: Incêndio em Notre-Dame acende cuidados em igrejas de Mato Grosso
» Santa Casa fechada: Prefeitura afirma que pacientes continuam recebendo atendimento
» Obra histórica: Fechado há 4 anos, Museu do Rio passa por reestruturação
» Bonança: Lucro de empresa de Maggi cresce 50% e chega a R$ 808 milhões
» Nível de rio sobe após intensas chuvas e moradores ribeirinhos enfrentam alagamento em MT
» Governo deve prever para 2020 salário mínimo corrigido pela inflação, mas sem aumento real
» Sonho realizado: Cuiabano de 18 anos é aprovado em sete universidades nos EUA
» BR-163: Ônibus de Secretaria de Saúde com 19 passageiros capota
» Cidade Verde: Estudo aponta que Cuiabá perdeu 17% de área verde em 30 anos
» CPTEC emite alerta de tempestade e vendaval em Cuiabá e mais 87 municípios; veja lista
» Caos Financeiro: AL poderá destinar recursos para ajudar a Santa Casa
» Novo hospital municipal de Cuiabá não terá gestão 'portas abertas' a pacientes do interior
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.