Cuiabá 21/10/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Votação da RGA: Servidores da segurança pública definem sobre greve nesta sexta

Já está programada, e a gente já vai deliberar uma paralisação para esse próximo final de semana”, enfatizou Souza.


 

A votação de cinco projetos na Assembleia Legislativa na noite de quinta-feira (24) definirá os encaminhamentos para os servidores da segurança pública. Caso não sejam aprovadas as emendas propostas pelo Fórum Sindical, especialmente no Projeto de Lei que altera a política de pagamento da Revisão Geral Anual, esses servidores realizarão nesta sexta-feira (25) uma assembleia unificada no período da tarde para definir sobre a greve.

 

São quatro mensagens governamentais que passam pela segunda votação na Assembleia Legislativa: a que trata do Conselho Diretivo do MT Prev, a de responsabilidade fiscal estadual, a da reforma administrativa e a que estabelece critérios para o pagamento da RGA).

 

Leia também - LRF e emendas travam sessão e votação fica para o fim do dia

 

“Tivemos uma reunião hoje e estamos apenas aguardado a votação dos deputados para definir o local e horário da nossa assembleia. Um dos pontos que sugerimos emenda foi na questão da Lei de Responsabilidade Fiscal, para que o Fethab e o Fundo de Auxílio à Exportação, o FEX, sejam inseridos no cômputo das receitas, porque sem eles inviabiliza o pagamento da RGA para sempre”, afirma o presidente da Associação dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar de Mato Grosso (Assof), tenente-coronel Wanderson Nunes.

 

Estão unidos nessa mobilização os policiais militares e civis, bombeiros e servidores do sistema penitenciário, socioeducativo e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Os representantes dessas categorias já realizaram duas reuniões para tratar da greve, que será definida após a votação dos projetos.

 

O presidente do Sindicato dos Profissionais do Sistema Socioeducativo (Sindpss), Paulo Cesar de Souza, afirma que as categorias já estão preparadas para a possibilidade dos deputados quebrarem o acordo feito com os servidores sobre as emendas aos projetos.

 

“Já está definido, se houver a votação, com essa quebra de acordo em cima da LRF, já está marcada para amanhã uma assembleia unificada das categorias da segurança pública. Já está programada, e a gente já vai deliberar uma paralisação para esse próximo final de semana”, enfatizou Souza.

 

Um dos deputados estaduais que articula um acordo com os servidores, Wilson Santos (PSDB) explicou que se caminha para um consenso. “Várias emendas sugeridas pelo Fórum foram acatadas. Estamos reunidos na Comissão de Constituição e Justiça para fazer um pente fino nas cinco mensagens. Aí vem a votação, votar todas hoje, não tem hora para acabar”.

 

Autor: GD: Thalyta Amaral
Data: 24/01/2019
Noticias da Sessão: Politica
» Emanuel: oposição vende caos, mas Cuiabá é bem administrada
» Grampolândia anulada: Janaina diz que ministro do STJ tentou atrapalhar investigações
» Operação PF: Empreiteiras pagavam até cartão de crédito de ex-prefeito preso
» Condenação Anulada - Perri: "Deve-se evitar que a ação penal se torne um reality show"
» Eleições: Botelho diz que deixará decisão sobre futuro político para 2020
» União se recusa a ser avalista de empréstimo de US$ 250 milhões do governo de MT
» NA DIVISA DE MT: Bolsonaro critica esquerda e diz que não atrapalhará quem produz
» Transporte Público: MPE abre inquérito e acompanha licitação lançada em Cuiabá
» Pinheiro aproxima poder público e população com programa “Prefeito no seu bairro”
» US$ 332 milhões: Governo aciona STF para garantir empréstimo com o Banco Mundial
» Greve da Educação: Dar aumento salarial é emitir um cheque sem fundo, diz Mauro
» Prefeito entrega mais 90 leitos de enfermaria e parque tecnológico de imagens do HMC
» Punição severa: OAB exclui advogados que foram secretários de Silval
» Santa Cruz de La Sierra: Mauro Mendes inicia negociação com Evo Moraes para comprar gás boliviano
» Prefeito mantém compromisso com servidores no pagamento dos salários dentro do mês trabalhado
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.