Cuiabá 17/08/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Ação de Governo: Pivetta: “Não estamos tirando direitos; sociedade apoia medidas”

Vice-governador de MT defendeu pacote de medidas do Palácio Paiaguás que prevê equilíbrio fiscal


 

O vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) afirmou ter a certeza de que a sociedade apoia o pacote de projetos elaborado pelo Governo – que visa, entre outros pontos, o equilíbrio financeiro do Estado – e que foi aprovado na manhã desta quarta-feira (23), na Assembleia Legislativa.

 

“O Mauro, durante a campanha, falou exaustivamente que diminuiria o tamanho do Estado, de modo a torná-lo mais eficiente. Não tenho nenhuma dúvida de que a sociedade inteira está apoiando o Governo”, disse Pivetta, em entrevista ao MidiaNews.

 

“As medidas são necessárias para a estabilização dos problemas do Estado. Estamos tomando ações de Governo que se possa governar. Foi isso que a sociedade escolheu quando nos elegeu para governar”, acrescentou o vice-governador.

 

O Mauro, durante a campanha falou exaustivamente que diminuiria o tamanho do Estado, de modo a torná-lo mais eficiente. Não tenho nenhuma dúvida que a sociedade inteira está apoiando o Governo

Pivetta disse não concordar com declarações de alguns membros do Fórum Sindical, por exemplo, que citam “prejuízos sem precedentes” ao funcionalismo público do Estado.

 

Uma das principais queixas dos servidores é por conta da lei que estipula critérios para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA).

 

Na avaliação de Pivetta, o “prejuízo” já vem ocorrendo há algum tempo no Estado, a partir do momento que o Executivo não tem condições de pagar seus servidores, tampouco o salário dos servidores.

 

Todavia, ele disse que os servidores públicos, por exemplo, têm total legitimidade para realizarem os protestos.

 

“Não estamos tirando direitos de ninguém. Estamos parando de deixar a coisa correr na banguela, agora tem comando. A sociedade pediu isso. Os servidores estão se expressando, o que é normal. Mas vejo que prejuízo sem precedente é o Estado não poder pagar nem as contas, nem os servidores”, disse.

 

“O que fizemos é dar um basta. Chega, o rumo é outro. O Estado vai poder pagar X. O certo é que o Estado não vai mais assumir compromissos acima de sua capacidade de pagamento e não vai continuar gastando mal o dinheiro público”.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Em sessão na Presidência, AL aprova três projetos de Mendes 

Líder diz que Paiaguás admite "gatilho" na RGA, mas quer reforma

 

Após protesto de servidores, tropa de choque da PM cerca a AL

 

Sessão é adiada; servidores dormem na AL e sinalizam greve

 

Justiça manda servidores desocuparem plenário da Assembleia

 

"Servidor pode reivindicar, mas não vamos admitir truculência"

 

Botelho diz que Governo não pretende adiar votação de projetos

 

“Não podemos aceitar essa pisada no pescoço de forma inerte”

 

Sindicalista cita "absurdo" e diz que Governo não quis diálogo

 

Contra projetos de Mendes, servidores ocupam plenário da AL

 

Autor: Midia News - CAMILA RIBEIRO DA REDAÇÃO
Data: 24/01/2019
Noticias da Sessão: Politica
» Condenação Anulada - Perri: "Deve-se evitar que a ação penal se torne um reality show"
» Eleições: Botelho diz que deixará decisão sobre futuro político para 2020
» União se recusa a ser avalista de empréstimo de US$ 250 milhões do governo de MT
» NA DIVISA DE MT: Bolsonaro critica esquerda e diz que não atrapalhará quem produz
» Transporte Público: MPE abre inquérito e acompanha licitação lançada em Cuiabá
» Pinheiro aproxima poder público e população com programa “Prefeito no seu bairro”
» US$ 332 milhões: Governo aciona STF para garantir empréstimo com o Banco Mundial
» Greve da Educação: Dar aumento salarial é emitir um cheque sem fundo, diz Mauro
» Prefeito entrega mais 90 leitos de enfermaria e parque tecnológico de imagens do HMC
» Punição severa: OAB exclui advogados que foram secretários de Silval
» Santa Cruz de La Sierra: Mauro Mendes inicia negociação com Evo Moraes para comprar gás boliviano
» Prefeito mantém compromisso com servidores no pagamento dos salários dentro do mês trabalhado
» Na região Sul, prefeito entrega o primeiro Centro Educacional Infantil Cuiabano
» Desentendimento que segue: Vídeo mostra sessão na Câmara que termina em tapas
» us$ 250 milhões: Diretoria do Banco Mundial aprova empréstimo para Mato Grosso
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.