Cuiabá 20/01/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Impasse na Saúde: Secretário se reúne com médicos e diz que Samu não vai parar

Na segunda-feira, equipe médica alegou que não recebe há seis meses e anunciou demissão coletiva


 

O secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo informou nesta terça-feira (08) que os serviços do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) não serão interrompidos.

 

A equipe médica do setor havia informado na segunda-feira (7), em carta aberta à população, que está há seis meses sem receber salários e por isso vai pedir desligamento coletivo.

 

Figueiredo se reuniu com representantes dos médicos e, segundo sua assessoria, garantiu a eles que a Pasta está trabalhando para encontrar uma solução para regularizar as pendências.

 

A SES informou ainda que até agosto foram liquidados todos os débitos com a empresa Universal Med, que prestava serviços ao Samu, e houve também, por determinação da justiça, o depósito em uma conta judicial do valor de R$ 406.899,03.

 

Também foi feito o pagamento do mês de setembro à empresa Proclin, que substituiu a Universal MED, e o mês de outubro já está empenhado e liquidado para pagamento, assim que for aberto o orçamento. A Secretaria reforçou que os pagamentos estão dentro dos prazos de 90 dias.

 

Segundo a Secretaria, a frota do Samu foi renovada em 100% em 2018, quando, em maio, foram incorporadas oito novas ambulâncias.

 

No final de dezembro foram entregues mais seis ambulâncias novas ao Estado. Na Baixada Cuiabana atuam na Capital 6 ambulâncias (2 avançadas e 4 básicas), distribuídas em 6 bases, 3 ambulâncias em Várzea Grande (2 básicas e 1 avançada) e também 1 base em Poconé e outra em Chapada dos Guimarães. Para atender as ocorrências, o Samu conta ainda com mais cinco ambulâncias reservas.

 

A ambulância avançada é composta por condutor, médico e pessoal da enfermagem; e a ambulância básica é integrada por condutor e pessoal da enfermagem (1 enfermeiro e um técnico de enfermagem ou dois técnicos de enfermagem).

 

Em um período de 24 horas, 11 médicos estão à disposição e este número inclui 5 profissionais que ficam na Central de Regulação, dos quais 3 no período diurno, das 7h às 19h, e mais 2 no período noturno, das 19h às 7h.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Há 6 meses sem receber, médicos anunciam demissão em massa

 

Autor: Midia News - DA REDAÇÃO
Data: 08/01/2019
Noticias da Sessão: Cidades
» Fatalidade: Trabalhador rural morre após ser atingido por fio de arame no peito
» Criminosos detonam explosivos em viaduto na 10ª noite de ataques no Ceará
» Impasse na Saúde: Secretário se reúne com médicos e diz que Samu não vai parar
» Tragédia na Walley: Córneas de cantor sertanejo devem ser doadas para mato-grossense
» MT recebe remessa de papel moeda e emissão de RGs volta a ser feita após mais de 1 mês suspensa
» Reajuste de R$ 4,10: Preço da passagem de ônibus sobe também em Várzea Grande
» Prefeitura de Nova Monte Verde (MT) abre inscrição de processo seletivo com salário de até R$ 12,6 mil
» Som alto: Após reclamações, Prefeitura multa bar na Praça Popular
» Acidente fatal: Homem de 46 anos morre ao ser atropelado na Avenida Beira Rio
» Vítima de sequestro: Mulher escapa do ex-marido, mas tem filho levado embora
» Vidas perdidas: Imprudência e bebedeira causaram acidentes e mortes em 2018
» Chuva causa deslizamentos e destrói casas em Cuiabá, veja fotos
» IPVA fica em média 3,21% mais barato em 2019 em MT
» Morre aos 94 anos o empresário Ueze Elias Zahran
» Balanço: Excesso de velocidade ainda é a principal causa de mortes nas rodovias federais
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.