Cuiabá 17/12/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Jogo duríssimo:Mendes diz que irá intensificar fiscalização contra sonegadores

Mauro Mendes diz que precisará da ajuda do servidor público e órgãos de controle contra sonegadores


 

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) afirmou que, assim assumir o mandato em 1º de janeiro, irá implementar uma série de medidas para intensificar o combate à sonegação de impostos.

 

O democrata afirmou que, para melhorar a situação do Estado, não basta somente fazer cortes, mas também receber todos os tributos devidos.

 

“Nós vamos jogar duríssimo contra os sonegadores. Preparem-se. Revejam seus conceitos. Seja no agronegócio, do comércio, de quem for, porque tem gente que realmente não paga, sonega, apronta, faz e acontece e poucas consequências há para essas pessoas”, disse, em entrevista à rádio Capital FM, nesta semana.

 

Mendes afirmou já ter conversado com agentes públicos ligados à fiscalização para ter uma ideia de quanto o Executivo perde por conta dos sonegadores.

 

Vamos ter que fiscalizar quem não está pagando. Vamos para cima de todo mundo. Não quero prejudicar ninguém, mas é cumprir o dever que todos nós temos

Ele disse que deverá se encontrar, nas próximas semanas, com os responsáveis pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), criado pela atual administração e responsável por recuperar mais de R$ 600 milhões aos cofres públicos.

 

Além disso, o novo chefe do Executivo deve buscar a Delegacia Fazendária, o Ministério Público e a Secretaria de Fazenda.

 

“Vou precisar do servidor público, dos órgãos de controle. Vamos ter que fiscalizar quem não está fiscalizando, quem não está pagando. Vamos para cima de todo mundo”, afirmou.

 

“Não quero prejudicar ninguém, mas é cumprir o dever que todos nós temos. Assim como vamos apertar de um lado, para segurar despesa. E eu dizia na campanha, que antes de falar em receita, temos que segurar a despesa, porque senão não há dinheiro que dê. É um saco sem fundo. Tudo que entra, consome e está sempre precisando de mais”, disse.

 

Mendes, entretanto, não revelou quais medidas deve adotar. Citou que, enquanto foi prefeito de Cuiabá, criou o programa “Nota Cuiabana”, que é a emissão de notas fiscais em virtude da prestação de serviços.

 

“Nós fizemos em Cuiabá a Nota Cuiabana e isso ajudou, arrecadou, dávamos prêmio. Ajuda, porque as pessoas passam a pedir nota. Vamos implementar todas as medidas possíveis, doa a quem doer, vamos fazer isso. Precisamos fazer isso”, completou.

 

Autor: Midia News - DOUGLAS TRIELLI DA REDAÇÃO
Data: 17/11/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Botelho: “Não vai ter como aumentar duodécimo de nenhum Poder”
» Respostas a Taques: “Não sou marinheiro de primeira viagem na administração pública”
» Esclarecimento: Não fiz nada de errado, diz Flávio Bolsonaro sobre o caso do ex-assessor
» Com ressalvas: TRE aprova contas de Mendes, mas pede devolução de R$ 100 mil
» Pedido de Mendes: “Eu não tenho o compromisso de renovar o Fethab 2”, diz Taques
» Improbidade: Vereadores de Chapada votam pedido de afastamento da prefeita Thelma de Oliveira - veja documento
» Governo confirma escalonamento e paga 90% dos servidores na próxima segunda-feira
» Esquema milionário: Ex-vereador de Cuiabá e mais oito são condenados à prisão
» Com aprovação de Leis: Botelho afirma que Mendes terá apoio da AL para cortar gastos e equilibrar contas
» Dívida de 91 milhões: Mauro Mendes recorre ao TCE para barrar despesas na saúde criadas por Pedro Taques
» Juiz condena oficial de Justiça que não cumpriu mandado contra Wilson Santos
» No Supremo: Assembleia recorre contra decisão que livra Taques de pagar emendas impositivas
» Taxação do Agro: Botelho: "Não podemos matar nossa galinha dos ovos de ouro"
» Para esclarecer as controvérsias: Câmara vai votar projeto de Bezerra que muda regras em audiências trabalhistas
» Valores recebidos do TJ: Selma Arruda pode ter utilizado verbas indevidas na pré-campanha ao Senado
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.