Cuiabá 16/11/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Equilibrio fiscal: Maluf quer estender MT Saúde para municípios do interior do Estado

Para o tucano, essa seria uma maneira de tentar garantir o equilíbrio fiscal que falta para o plano de saúde se sustentar no Estado.


 

O Deputado estadual, Guilherme Maluf (PSDB) defendeu a ampliação do MT Saúde para servidores de municípios do interior. Para o tucano, essa seria uma maneira de tentar garantir o equilíbrio fiscal que falta para o plano de saúde se sustentar no Estado.

 

“O plano tem que ser estendido. Hoje são 30 mil usuários, número insuficiente para garantir o equilíbrio fiscal do MT Saúde. O dinheiro recolhido com os usuários do plano, atualmente, não é suficiente para bancar os custos”, argumenta.

 

Segundo o parlamentar, as despesas do MT Saúde giram em torno de R$ 11 milhões e o valor pago por todos os servidores que contrataram os serviços do plano não passa de R$ 5 milhões, o que faz com que o governo do Estado tenha que arcar com a maior parte das despesas.

 

O plano foi criado em 2004 e passou por uma crise profunda em 2012, quando diversos prestadores de serviço suspenderam os atendimentos aos usuários por falta de pagamento. Na época, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) chegou a instalada na Assembleia Legislativa para investigar supostos desvios.

 

Nesta semana, o déficit financeiro do MT Saúde voltou a ser tema de debate na Assembleia Legislativa. O deputado Allan Kardec (PDT), por exemplo, cobrou uma auditoria nas contas do MT Saúde e sugeriu uma parceria com um plano de saúde privado, para que a contrapartida do governo seja cada vez menor. Já o deputado Max Russi (PSB) defendeu a extinção do plano dos servidores públicos, por entender que ele não corresponde mais as expectativas.

 

Na avaliação de Guilherme Maluf, “da forma como está, o MT Saúde não tem futuro”. O tucano destacou, no entanto, ser “terminantemente contra o fim” dele. Sócio de um dos hospitais conveniados ao plano, o deputado sugeriu uma gestão com mais participação dos servidores.

 

“Não é justo que os prestadores de serviço do plano de saúde amarguem qualquer prejuízo com a passagem desse plano para uma bandeira”, afirmou. (Com informações da assessoria)


 

Autor: GD: Da assessoria
Data: 02/11/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Prefeito anuncia 100% de saneamento básico até 2024 e revela não pensar em reeleição
» 8 horas diárias: Servidores aceitam jornada maior imposta por Mauro Mendes
» Calote na política: TJ bloqueia 30% do salário de Pátio para pagar dívida com Botelho
» Enxugando a máquina: Mendes anuncia a extinção de 9 secretarias e corte de 3 mil cargos
» Sem nível superior: Neri Geller dorme em cela comum de penitenciária e defesa reforça inocência
» Vaga no Senado: Eleito, Jaime gasta R$ 2,5 milhões e fica com sobra de R$ 162
» Operação Capitu: Neri Geller é preso pela PF em desdobramento da Operação Lava Jato
» Campanha vitoriosa: Com R$ 5,5 milhões de despesas, Mendes gastou R$ 6,55 por voto
» Desdobramento da Lava Jato: Ministro Blairo Maggi evita comentar prisão de Neri Geller, ex-secretário do Mapa
» Reajuste de 16,38%: Senadores de MT votam a favor de aumento de salário de ministros
» Servidores dão prazo de uma semana para governo pagar RGA antes de nova greve geral
» Juíza manda anular estabilidades e veta a aposentadoria de vereador Jânio Calistro
» Transição de Governo: Redução de secretarias e corte de comissionados são metas de Mendes
» Fim à impunidade: Selma diz que Sérgio Moro irá atuar por mudanças nas leis penais
» Alternância no poder: Mato Grosso deve fazer a lição de casa para buscar novos investimentos, destaca vice-governador
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.