Cuiabá 16/11/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Estava foragido: PF prende em Cáceres um dos suspeitos dos maiores roubos de aeronaves do país

As investigações começaram em agosto de 2018 quando criminosos furtaram um avião do aeroporto de Cáceres/MT.


 

A Polícia Federal prendeu um dos maiores suspeitos por roubos de aeronaves do Brasil, na tarde desta quinta-feira (1º). Ele estava escondido em Cáceres (225 Km de Cuiabá).

 

As investigações começaram em agosto de 2018 quando criminosos furtaram um avião do aeroporto de Cáceres/MT. O veículo tinha sido apreendido pela PF transportando 250 Kg de cocaína. Os indivíduos tentaram decolar, porém, a tentativa foi frustrada, em razão da retirada de uma peça por parte da Polícia Federal. A aeronave foi abandonada na cabeceira da pista do aeroporto.

 

Durante as investigações, a PF identificou os integrantes da organização criminosa, os quais foram presos. Os policiais também identificaram o piloto encarregado de pilotar o avião até a Bolívia e entregá-lo para narcotraficantes. O suspeito teve a sua prisão decretada pela Justiça Federal de Cáceres/MT.

 

O mandado de prisão foi mantido em sigilo, para facilitar o seu cumprimento, já que ele residia na Bolívia e raras vezes retornava ao Brasil. Depoimentos e informações de inteligência indicam que o piloto seria o responsável por no mínimo mais três roubos de aeronaves somente no estado de Mato Grosso.

 

Investigações apontam que o suspeito teria roubado uma aeronave, no dia 01/12/2013, na cidade de Juína/MT. O avião pertencia ao então prefeito de Juara/MT. Na época, o piloto que conduzia a aeronave foi sequestrado e levado para Bolívia.

Outro crime em que se suspeita a participação do investigado ocorreu em 20/09/2014, em Pontes e Lacerda/MT. A aeronave, que transportava a comitiva de uma candidata a um cargo político, foi roubada e levada juntamente com os pilotos que ficaram sequestrados na Bolívia durante 40 dias.

 

O terceiro roubo foi em 2017. A aeronave pertencia a um hotel do pantanal mato-grossense. Na ocasião, novamente o piloto foi sequestrado e levado para a Bolívia juntamente com a aeronave.

 

O suspeito dos roubos foi excluído da Polícia Militar do estado de São Paulo e tem passagens na polícia por outros crimes, além de já estar planejando outros roubos de aeronaves.

 

Autor: GD: Redação
Data: 02/11/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Prefeito anuncia 100% de saneamento básico até 2024 e revela não pensar em reeleição
» 8 horas diárias: Servidores aceitam jornada maior imposta por Mauro Mendes
» Calote na política: TJ bloqueia 30% do salário de Pátio para pagar dívida com Botelho
» Enxugando a máquina: Mendes anuncia a extinção de 9 secretarias e corte de 3 mil cargos
» Sem nível superior: Neri Geller dorme em cela comum de penitenciária e defesa reforça inocência
» Vaga no Senado: Eleito, Jaime gasta R$ 2,5 milhões e fica com sobra de R$ 162
» Operação Capitu: Neri Geller é preso pela PF em desdobramento da Operação Lava Jato
» Campanha vitoriosa: Com R$ 5,5 milhões de despesas, Mendes gastou R$ 6,55 por voto
» Desdobramento da Lava Jato: Ministro Blairo Maggi evita comentar prisão de Neri Geller, ex-secretário do Mapa
» Reajuste de 16,38%: Senadores de MT votam a favor de aumento de salário de ministros
» Servidores dão prazo de uma semana para governo pagar RGA antes de nova greve geral
» Juíza manda anular estabilidades e veta a aposentadoria de vereador Jânio Calistro
» Transição de Governo: Redução de secretarias e corte de comissionados são metas de Mendes
» Fim à impunidade: Selma diz que Sérgio Moro irá atuar por mudanças nas leis penais
» Alternância no poder: Mato Grosso deve fazer a lição de casa para buscar novos investimentos, destaca vice-governador
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.