Cuiabá 23/01/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Fusão de pastas: Mendes afirma que Bolsonaro acerta ao enxugar ministérios

Governador eleito diz que também fará o mesmo movimento em secretarias de Mato Grosso


 

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) afirmou que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) acerta ao enxugar a estrutura governamental.

 

Entre os pontos mais polêmicos está a fusão do Ministério da Agricultura com o Ministério do Meio Ambiente. Para Mato Grosso, o assunto traz impactos. O Estado é o maior produtor agrícola do País e tem, ao mesmo tempo, três dos maiores e mais importantes biomas: a Amazônia, o Cerrado e o Pantanal.

 

A ideia foi mal recebida por representantes dos dois setores e a equipe de Bolsonaro deu sinais, nos últimos dias, de recuo.

 

"Ainda é cedo para dizer se essa fusão específica vai ser a decisão mais acertada. Mas o presidente eleito Jair Bolsonaro está correto em querer enxugar o Estado brasileiro”, disse.

 

O presidente eleito está correto em querer enxugar. Esse enxugamento nós também faremos em Mato Grosso

O democrata afirmou que o mesmo movimento deverá ser feito em Mato Grosso. Esta é uma das promessas de campanha dele.

 

A equipe de transição do governador eleito já trabalha as eventuais fusões e enxugamentos a serem feitos. Ainda não há detalhes de quais Pastas sofrerão ajustes, mas especula-se que os gabinetes criados na gestão Pedro Taques (PSDB) podem ser os primeiros atingidos.

 

“O presidente eleito está correto em querer enxugar. Esse enxugamento nós também faremos em Mato Grosso como, por exemplo, a redução de secretarias e de cargos comissionados", resumiu Mendes.

 

Contrários

 

Em nota divulgada nesta quarta-feira (31), o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, lamentou a idea do presidente eleito de fundir a Pasta com o Ministério do Meio Ambiente.

 

Maggi afirma que a fusão "trará prejuízos ao agronegócio brasileiro, muito cobrado pelos países da Europa pela preservação do meio ambiente".

 

O ministro apontou que, muitas vezes, o Ministério do Meio Ambiente tem que tratar de áreas que não estão relacionadas ao agronegócio, como energia, infraestrutura, mineração e petróleo.

 

Ele considera que seria difícil conciliar todos esses assuntos. “Como um ministro da Agricultura vai opinar sobre um campo de petróleo ou exploração de minérios?”, questionou.

 

Leia também:

 

"Fusão de ministérios trará prejuízos ao agronegócio", diz Maggi 

Autor: Midia News - DOUGLAS TRIELLI DA REDAÇÃO
Data: 02/11/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Insolência das contas: Veja benefícios que MT teria com decreto de calamidade financeira
» Lúdio vê crise criada por governo e cita renúncias de R$ 4 bilhões
» Nova estrutura: Jornalista Mauro Camargo é oficializado secretário adjunto de Comunicação
» Governo Mendes: Projeto da LDO entra em pauta na sessão desta terça da AL
» Diário Oficial: Mendes publica exoneração de 240 servidores de 15 pastas; veja a lista
» Mistério Tucano: Wilson Santos promete solução para zerar déficit do Estado
» LRF Estadual: Projeto cria poupança para investimento e veta bomba a sucessor
» Proposta que facilita posse de armas é enviada a Bolsonaro; saiba o que prevê
» Projeto Pronto: Mendes diz que novo Fethab destinará R$ 500 mi à infraestrutura
» Emenda Constitucional: Previdência, foro e aborto: saiba quais PECs Congresso pode votar
» Sob análise: Primeira-dama estuda reformulação do Núcleo de Ações Voluntárias
» Caixa vazio: Mendes escalona a folha e pagamento será finalizado no dia 30
» Cúpula definida: Coronel Assis é o novo comandante-geral da Polícia Militar
» Descentralização: Nomeado procurador-geral, Borges planeja expansão do Gaeco
» Casa dos Horrores: Salgadinhos vão custar R$ 20 mil durante recesso na Câmara Municipal de Cuiabá
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.