Cuiabá 23/01/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Risco de chacina: Fazenda de Silval Barbosa e José Riva é invadida em Colniza após MP alertar governo

Nesta segunda-feira (29) um grupo de aproximadamente 200 pessoas ocupou a Fazenda Agropecuária Bauru (Magali), que possui 46 mil alqueires.


 

Dois meses depois de o Ministério Público Estadual, por meio da Promotoria de Justiça de Colniza, ter oficiado o governo de Mato Grosso sobre risco de conflito armado por disputas de terras na região, fazenda é invadida. Nesta segunda-feira (29) um grupo de aproximadamente 200 pessoas ocupou a Fazenda Agropecuária Bauru (Magali), que possui 46 mil alqueires. A propriedade em questão pertence ao ex-governador Silval Barbosa e ao ex-deputado estadual José Riva, que foi presidente da Assembleia Legislativa por vários anos.

 

Em setembro deste ano, uma reportagem do  apontou que vigias fortemente armados cercavam a fazenda. A publicação, além de mostrar toda a história de conflito envolvendo a propriedade e os antigos donos, também destacou que em maio de 2017, após quase 2 anos de prisão por crimes de corrupção, o ex-governador Silval delatou ao Ministério Público Federal (MPF), como parte de sua colaboração premiada, a negociação da Fazenda Bauru, ao preço de R$ 18,6 milhões.

 

Leia também - Vigias fortemente armados cercam fazenda de Riva e Silval

 

Agora, conforme o Ministério Público Estadual, o clima no local é de tensão já que 30 seguranças privados estão se deslocando para a fazenda. Diante da situação, o MP comunicou novamente as autoridades competentes reiterando providências, já que há possibilidade de um confronto entre posseiros e seguranças.

 

“Não há dúvida de que a ausência de intervenção imediata do Estado pode ocasionar a morte de dezenas de pessoas”, afirmou o promotor de Justiça de Colniza em ofício encaminhado ao governador do Estado, com cópia integral da Notícia de Fato, solicitando adoção de providências para impedir o conflito armado.

 

De acordo com o MPE, a Fazenda Agropecuária Bauru (Magali) vem sofrendo invasões desde o ano 2000 e que, após a reintegração de posse ocorrida em 2017, as ameaças se intensificaram até culminar com a invasão do grupo que tomou as terras à força. No dia 6 de setembro deste ano um ofício foi enviado ao governo do Estado informando a possibilidade de um conflito na região, por por disputa da fazenda.

 

“Embora oficiado ao governador do Estado, ao secretário de Segurança Pública, ao delegado de Polícia e ao comandante da Polícia Militar local, há informação de que na presente data (29/10/2018) houve a efetivação da invasão na propriedade rural por aproximadamente 200 pessoas, estando algumas delas na posse de arma de fogo”, ressalta o promotor de Justiça.

 

Segundo relato do gerente da fazenda não houve até o momento confronto armado, eis que a segurança privada recuou para evitar o conflito, diante da sua inferioridade numérica. Mas, a informação é que nas próximas horas a segurança da fazenda será reforçada com a chegada de mais de 30 homens.

 

A preocupação do MPE é que ocorra novamente uma tragédia na região, assim como a registrada em abril de 2017, quando 9 trabalhadores rurais foram brutalmente assassinados no Distrito de Taquaruçu do Norte. (Com assessoria)

 

Autor: Redação do GD
Data: 30/10/2018
Noticias da Sessão: Cidades
» Fatalidade: Trabalhador rural morre após ser atingido por fio de arame no peito
» Criminosos detonam explosivos em viaduto na 10ª noite de ataques no Ceará
» Impasse na Saúde: Secretário se reúne com médicos e diz que Samu não vai parar
» Tragédia na Walley: Córneas de cantor sertanejo devem ser doadas para mato-grossense
» MT recebe remessa de papel moeda e emissão de RGs volta a ser feita após mais de 1 mês suspensa
» Reajuste de R$ 4,10: Preço da passagem de ônibus sobe também em Várzea Grande
» Prefeitura de Nova Monte Verde (MT) abre inscrição de processo seletivo com salário de até R$ 12,6 mil
» Som alto: Após reclamações, Prefeitura multa bar na Praça Popular
» Acidente fatal: Homem de 46 anos morre ao ser atropelado na Avenida Beira Rio
» Vítima de sequestro: Mulher escapa do ex-marido, mas tem filho levado embora
» Vidas perdidas: Imprudência e bebedeira causaram acidentes e mortes em 2018
» Chuva causa deslizamentos e destrói casas em Cuiabá, veja fotos
» IPVA fica em média 3,21% mais barato em 2019 em MT
» Morre aos 94 anos o empresário Ueze Elias Zahran
» Balanço: Excesso de velocidade ainda é a principal causa de mortes nas rodovias federais
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.