Cuiabá 20/01/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Agronegocio
Margem de rentabilidade dos grãos recua entre 40% a 50% em 2018

Em 2018, levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), divulgado nesta quarta-feira (24), em Brasília (DF), mostra que, na média, a atividade agropecuária teve significativa redução da margem de rentabilidade.


 

Em 2018, levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), divulgado nesta quarta-feira (24), em Brasília (DF), mostra que, na média, a atividade agropecuária teve significativa redução da margem de rentabilidade. O comportamento foi impactado pelos custos de produção, puxado pela alta dos preços de insumos como fertilizantes, energia, óleo diesel e rações, e outros fatores como a paralisação dos caminhoneiros.

 

"Nós observamos que, principalmente nas atividades pecuárias, houve uma redução significativa nas margens de produção e um incremento de custos em grande parte delas, principalmente por conta do aumento dos preços da ração", explicou o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi.

 

Na agricultura, soja e milho também apresentaram queda na margem, de 40% a 50%, por conta dos níveis menores de preços e maior oferta. Bruno Lucchi citou também o aumento dos preços dos fertilizantes de 16%, em média, do ano passado para cá. "O produtor que comprou no segundo semestre encontrou valores 18% maiores em função da greve dos caminhoneiros e um câmbio mais elevado."

 

A cana-de-açúcar foi outra cultura com retração na margem em razão do comportamento negativo no mercado de açúcar. "No Brasil, a atividade rural é sujeita a questões climáticas, oscilações de preços de produtos comercializados e alta dos insumos, que em grande parte vêm de fora. Neste ano, em especial, tivemos o tabelamento do frete, que agravou a questão da gestão das propriedades rurais.", completou o vice-presidente da CNA, Muni Lourenço Silva Júnior.

 

Autor: Portal do Agronegócio
Data: 29/10/2018
Noticias da Sessão: Agronegocio
» Cafeicultores querem acordo com UE para expandir mercado
» Renda agropecuária de Mato Grosso do Sul deve subir aproximadamente 5%
» Setor descarta exemplo de MS para taxar o agronegócio
» Mato Grosso atinge recorde na exportação de farelo de soja
» Programa Soja Plus intensificará atividades em Bonito, Jardim e Bodoquena
» Nova fábrica de etanol de milho em MT gerará 1 bilhão de litros
» Exportações do Agro: Isenção de ICMS faz MT deixar de recolher R$ 7 bilhões
» Frigoríficos ainda esperam boa disponibilidade de animais no ano que vem
» Taxação do Agro: “MS produz metade de MT e arrecada quase o mesmo em ICMS”
» Agricultores de MT se animam com vendas de milho para usinas de etanol
» Energia Renovável: Produção e consumo de biocombustíveis no país aumentam em 2018
» Novo Governo: Agronegócio irá defender hoje em Brasília nomes de Blairo e Sachetti para o Mapa
» APPA investe R$ 16 milhões em obras de modernização no Porto de Paranaguá
» Margem de rentabilidade dos grãos recua entre 40% a 50% em 2018
» Guerra comercial já eleva os preços na China
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.