Cuiabá 22/02/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Prefeitura busca assegurar avanços na obra de pavimentação do Ribeirão do Lipa

O trabalho no local faz parte de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado em 2017


 

No intuito de resguardar o direito da população ao benefício da pavimentação, a Prefeitura de Cuiabá tem buscado tomar todas as medidas necessárias para o seguimento das obras no bairro Ribeirão do Lipa, situado na região Oeste da Capital. Com mais de 30 anos de fundação a comunidade foi uma das primeiras a ser inserida no programa “Minha Rua Asfaltada”.

A empresa Fatex Residencial Construtora e Incorporadora SPE Ltda. ficou responsável pela execução dos trabalhos de drenagem e asfaltamento no local. A atuação foi estabelecida por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), como medida compensatória por conta de dois condomínios edificados pela empresa na região. Dessa forma, em abril do ano passado, a ordem de serviço para o início das atividades foi assinada pelo Município. 

No entanto, após alguns meses de atuação, a construtora acabou não cumprindo com as medidas estabelecidas no contrato, que foi judicialmente suspenso com aproximadamente 5% do trabalho executado. Na medida em que buscava solucionar ao imbróglio judicial, a Prefeitura, via mão de obra da própria Secretaria Municipal de Obras Públicas, continuou trabalhando no local.

De acordo com o secretário Vanderlúcio Rodrigues, nesse período em que o contrato ficou suspenso, o Executivo municipal conseguiu adiantar a construção do sistema de drenagem em diversas ruas do bairro. Todavia, segundo ele, desde o último mês a companhia voltou a assumir o andamento do serviço.

“Infelizmente, a empesa não deu sequência e paralisou o serviço por um tempo. Diante disso, fizemos a notificação e iniciamos um processo judicial, pelo não cumprimento do contrato. Agora, a construtora reiniciou o trabalho, em um ritmo que ainda não consideramos o ideal. Caso ela volte a descumprir o contrato, iremos fazer uma nova notificação e continuar o processo judicial, podendo até cancelar o TAC e convocar uma nova empresa”, explica Vanderlúcio.

 

Autor: Prefeitura de Cuiabá - BRUNO VICENTE
Data: 05/09/2018
Noticias da Sessão: Cidades
» Foi salvo: Bebê de um ano é salvo por policias durante afogamento em piscina
» Curso de Medicina: MPF apura suposta fraude em cotas para ingresso na UFMT
» Uber recebe US$ 50 bi em corridas em 2018, mas lucro ainda não aparece
» Preço médio da gasolina nas bombas tem menor valor desde janeiro de 2018, diz ANP
» Ameaça e Boatos: MPF move ação para suspender licença de barragem em MT
» Imprudência em Cuiabá: Câmera flagra acidente durante racha na Avenida Miguel Sutil
» Indenização: Justiça manda Caixa devolver R$ 34 mil a cliente por movimentações fraudulentas
» Cuiabá: Justiça autoriza funcionamento de novo Pronto-Socorro
» Após tragédia: Agência fará vistoria em Manso e mais 12 barragens em MT
» Confirmado: Tarifa de água terá reajuste de 4,6% em Cuiabá a partir de março
» Relatórios de Conselhos: Hospitais estão com medicamentos vencidos e superlotados
» Número de mortos em Brumadinho sobe para 110, e 238 estão desaparecidos
» Concessão: Investidores da Europa e dos EUA disputam aeroportos em MT
» País tem quase 200 barragens de mineração com alto potencial de dano
» Falta de combustível: Sem pagamento de fornecedor, viaturas da segurança voltam a parar
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.