Cuiabá 20/06/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Meio Ambiente
Sema aplica multa de R$ 5,7 milhões e embarga usina após acidente ambiental - veja fotos

A Usina Porto Seguro foi multada em R$5,7 milhões por conta do desastre ambiental que causou despejo irregular de resíduos tóxicos no Córrego Verde e no rio Tenente Amaral, em Jaciara.


 

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) multou a Usina Porto Seguro em R$ 5,7 milhões por causa do desastre ambiental causado pela empresa com o rompimento de uma barragem que resultou no despejo de resíduos tóxicos no Córrego Verde e no Rio Tenente Amaral em Jaciara (127 km de Cuiabá). O acidente causou poluição das águas, mortandade de peixes e suspensão de atividades relacionadas ao turismo na Cachoeira da Fumaça.

A Sema expediu no último sábado (28) autos de inspeção, notificação, infração e termo de embargo para a usina responsável pela poluição ambiental. De acordo com a Pasta, foi constatado risco iminente de um novo acidente. As multas iniciais são pelos crimes ambientais e descumprimento do embargo anterior.

A contaminação da água foi ocasionada pelo rompimento de uma das bacias de contenção da vinhaça, resíduo pastoso e malcheiroso que sobra após a destilação de cana-de-açúcar ou milho, para a obtenção do etanol (álcool etílico) ou açúcar.

O acidente causou mortandade de milhares de peixes além de mau cheiro na água que ficou com a cor escurecida. Diante do cenário, a Sema orienta para que a população não utilize o rio Tenente Amaral até que as análises garantam a qualidade e a balneabilidade do mesmo.

Leia também - Rompimento de barragem contamina rio, mata peixes e espanta turistas - veja vídeo

Divulgação

No final de junho de 2018, a Sema havia realizado uma fiscalização na Usina Porto Seguro e na ocasião o empreendimento foi embargado por captação de água superficial sem outorga e operação de área de fertirrigação em desacordo com as licenças ambientais.

As notificações expedidas também alertaram para um possível rompimento da bacia de contenção e solicitou melhorias na segurança das barragens.

Agora durante o trabalho de novas inspeções e diagnóstico, a Sema constatou outras irregularidades nas bacias de contenção e tratamento de efluentes, assoreamento do córrego, poluição de nascentes, destruição de vegetação nativa e contaminação de solo e recurso hídrico.

Diante do cenário identificado pelos técnicos com risco de novo acidente e por medida de precaução, além da paralisação total das atividades industriais, a Sema notificou a usina para que faça a drenagem e limpeza das bacias dando tratamento adequado aos resíduos que forem removidos.

Divulgação

O auto também solicita projeto de contenção da vinhaça com anotação de responsabilidade técnica e estudo de passivo ambiental apresentando a extensão do dano para o solo, subsolo, aquífero e lençol freático.

Além da inspeção da indústria, a Sema também irá analisar a qualidade dos recursos hídricos superficiais. Foram coletadas amostras de água do rio Tenente Amaral na PCH Embaúba, PCH Cambará, cachoeira da Fumaça, proximidades da Água Mineral Jaciara, na própria indústria e acima do ponto de despejo.

De acordo com o secretário estadual de Meio Ambiente, André Baby, após as vistorias as equipes irão dimensionar a extensão do dano ambiental e buscar medidas para a mitigação. A promotora de Justiça Cível da Comarca de Jaciara, Cássia Vicente de Miranda Hondo, acompanhou as visitas das equipes no local do acidente, assegurando mais transparência às ações. 

Outro lado

Por meio de nota a Usina Porto Seguro afirma que os problemas pontuais nos tanques de contenção de resíduos foram sanados imediatamente após o acidente que provocou o vazamento de vinhaça (resíduo orgânico da fermentação de matéria-prima) em um tanque da empresa. As medidas de contenção foram adotadas logo após o incidente.

Sobre a interdição anterior, a empresa afirma que já havia pedido para suspensão do embargo parcial, uma vez que todas as recomendações foram atendidas e que todos os equipamentos interditados pela Sema na vistoria anterior continuam lacrados em respeito a interdição parcial.

Além disso, a empresa afirma que sobre os riscos de novo acidente, conforme apontado pela Sema, a Usina reforçou as equipes de manutenção com a contratação de novos engenheiros e especialistas em contenção e já tomou todas as medidas preventivas possíveis para evitar novos acidentes.

 

Fotos: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 


  

Autor: Camila Paulino, repórter do GD
Data: 31/07/2018
Noticias da Sessão: Meio Ambiente
» Fim das sacolas dos supermercados impõe mudança de hábitos aos cidadãos
» Brasil é o país que mais altera leis que deveriam proteger a Amazônia, indica estudo
» Extensa programação: 15ª Semana do Meio Ambiente tem início com caminhada no Parque Mãe Bonifácia
» França bane uso de fungicida epoxiconazol por preocupações com saúde
» Relatório aponta mais impactos negativos do plástico no meio ambiente e na saúde humana
» Ibama flagra extração ilegal de madeira em terra indígena e polícia prende 12 pessoas em MT
» Desmatamento diminui 77% da Amazônia em MT em março de 2019, diz governo
» Mudanças climáticas abalaram a vida de 62 milhões só no ano passado, diz relatório da OMM
» Fim de semana produtivo para o Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental
» Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental apreende 173 palanques de madeira durante Operação Ágata em Cáceres-MT*
» Baleia é encontrada morta com 40 quilos de plástico no estômago
» Tailândia enfrenta difícil caminho para deixar dependência de plástico
» Deputados apresentam sete projetos para alterar política de barragens
» Após denúncia: PM e Juvam apreendem mais de 400kg de pescado irregular
» Fernando de Noronha já tentou vetar o plástico descartável em 1996; novo decreto prevê multa a partir de abril
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.