Cuiabá 16/02/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Sem receber, enfermeiros da Santa Casa deflagram greve em Cuiabá

Por falta de pagamento dos salários, enfermeiros e técnicos de enfermagem que trabalham na Santa Casa da Misericórdia de Cuiabá, cruzaram os braços nesta segunda-feira.


 

Cerca de 400 profissionais, entre enfermeiros, técnicos e serviços gerais paralisaram os atendimentos na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá partir desta segunda-feira (30) por falta de pagamentos. Esta é a 2ª vez neste ano que os profissionais fazem greve por conta de atrasos salariais.

A direção da unidade de saúde afirma que possui atrasos por parte da Prefeitura de Cuiabá e por outro lado a Secretaria de Saúde Municipal (SMS) nega qualquer débito afirmando que os repasses estão em ordem.

O presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem (Sinpen-MT), Dejamir Soares falou ao Gazeta Digital que tanto o Estado, quanto a Prefeitura comprovaram aos trabalhadores durante reunião, que os pagamentos estão em dia.

Além disso, o sindicalista ressalta que uma emenda parlamentar de R$ 10 milhões foi destinada à unidade de saúde para quitar débitos e manter os pagamentos de profissionais em dia. Mas mesmo assim a Santa Casa afirma ter débitos e trabalhar com déficit de R$ 700 mil ao mês.

"Cadê os R$ 10 milhões que já foram repassados para a direção da Santa Casa? Agora os diretores falam que vão nos pagar após receberem outra emenda de um milhão? Como assim? A Prefeitura e o Estado não devem nada para a Santa Casa. Estamos com dois meses sem salários, o mês de maio foi parcelado e desde junho não recebemos", afirmou o presidente.

Segundo informações do presidente, a equipe médica da Santa Casa também ameaça paralisar as atividades e aderir ao movimento.

Outro lado - O presidente da Santa Casa, médico Antônio Preza, foi procurado pela reportagem, mas não atendeu as ligações em seu celular.

 

Autor: Camila Paulino, repórter do GD
Data: 31/07/2018
Noticias da Sessão: Cidades
» Uber recebe US$ 50 bi em corridas em 2018, mas lucro ainda não aparece
» Preço médio da gasolina nas bombas tem menor valor desde janeiro de 2018, diz ANP
» Ameaça e Boatos: MPF move ação para suspender licença de barragem em MT
» Imprudência em Cuiabá: Câmera flagra acidente durante racha na Avenida Miguel Sutil
» Indenização: Justiça manda Caixa devolver R$ 34 mil a cliente por movimentações fraudulentas
» Cuiabá: Justiça autoriza funcionamento de novo Pronto-Socorro
» Após tragédia: Agência fará vistoria em Manso e mais 12 barragens em MT
» Confirmado: Tarifa de água terá reajuste de 4,6% em Cuiabá a partir de março
» Relatórios de Conselhos: Hospitais estão com medicamentos vencidos e superlotados
» Número de mortos em Brumadinho sobe para 110, e 238 estão desaparecidos
» Concessão: Investidores da Europa e dos EUA disputam aeroportos em MT
» País tem quase 200 barragens de mineração com alto potencial de dano
» Falta de combustível: Sem pagamento de fornecedor, viaturas da segurança voltam a parar
» Atropelado a 2 meses: 'Meu medo é cair no esquecimento', diz esposa de gari que teve perna amputada
» 5 anos após a Copa: Sem manutenção, Arena Pantanal vira abrigo de moradores de rua
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.