Cuiabá 20/08/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Polícia
Cuiabá e Várzea Grande: Policiamento será reforçado em 29 pontos nos dias de jogos do Brasil

Durante os dias de jogos do Brasil serão quase 200 policiais e bombeiros a mais nas ruas de prontidão. Efetivo foi retirado dos serviços administrativos e estarão atuando na Lei Seca.


 

A Secretária de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) montou um esquema para reforçar o policiamento e fiscalização da Lei Seca em todo o Estado durante os dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. Cada partida contará com a atuação de 120 policiais militares, 34 civis e 40 bombeiros a mais que o efetivo normal. Na Capital e em Várzea Grande a polícia estará atuando em pelo menos 29 pontos de concentração de pessoas como praças, bares e postos de combustíveis. O total para todo o Estado é de 40 locais de concentração.

Segundo o coronel Jonilton Asssis, secretário-adjunto de Integração Operacioanal da Sesp, os policiais militares atuarão em locais públicos enquanto o reforço ostensivo ficará de prontidão perto de locais privados onde torcedores se reunirão para assistir os jogos. “Esses policiais utilizados no reforço são militares que atuam no administrativo, que teve o expediente reduzido em 30%”, explica.

Os pontos de concentração previstos para Cuiabá e Várzea Grande são a Orla do Porto, Praça Popular, Praça da Mandioca, Praça Alencastro, bares, restaurantes e vias próximos aos shoppings. Há, inclusive, possibilidades de as ruas serem bloqueadas para a comemoração dos torcedores. Mesmo não havendo estatísticas, o coronel pontua que existe o receio de aumento da criminalidade nessas ocasiões.

Chico Ferreira

Coronel Jonilton Assis é secretário Adjunto de Segurança Pública.

“Nos dias de jogos, principalmente nos locais em que existe grande concentração de pessoas existe uma propensão ao crime, seja roubo, furto de pessoas, de veículos, objetos. Por isso a preocupação em oferecer essa segurança a mais”, aponta.

No interior, efetivo do Corpo de Bombeiros também será reforçado para atendimentos de urgência e emergência. Até o momento foram contabilizados 3 pontos de concentração em Sinop e 8 em Rondonópolis. Além disso, os bombeiros atuarão em fiscalizações a estabelecimentos comerciais para verificar alvarás e medidas de segurança contra incêndio.

A Polícia Civil ficará de prontidão durante os plantões para providenciar flagrantes e conduzir as ocorrências.

Lei Seca

Reprodução

A fiscalização da Lei Seca terá um empenho “maciço” no reforço, segundo Assis, principalmente na MT-251, a Rodovia Emanuel Pinheiro, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães. Nesta terça-feira (12), 7 etilômetros (usados para testes debafômetro) foram entregues para auxiliar os policiais militares, civis e federais e agentes de trânsito.

A fiscalização ocorrerá através de blitzes, onde os condutores serão abordados e convidados a realizar o teste do bafômetro. “A ideia é coibir a prática dirigir sob efeito de bebida alcoólica, para que tenhamos maior segurança em nossas vias e possa torcer para o Brasil sem ter riscos nas nossas vidas”, pontua Gustavo Albino, coordenador da Escola Pública de Trânsito.

Chico Ferreira

Fora a multa que pode chegar a R$ 13 mil, o motorista que for pego dirigindo bêbado pode ter a carteira de motorista (CNH) apreendida e, dependendo do índice de álcool encontrado no sangue, ser preso em flagrante e responder um processo penal.

Apenas neste ano foram registrados 128 infrações de trânsito em flagrante pelo crime de dirigir sob influência de álcool. Outras 135 autuações ocorreram pela recusa de fazer o teste do bafômetro. 


 

Autor: Valquiria Castil, repórter do GD
Data: 13/06/2018
Noticias da Sessão: Polícia
»
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.