Cuiabá 16/02/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Com pesquisa interna, DEM decide se terá candidato ao governo de MT

Presidente do Democratas em Mato Grosso, o deputado federal Fábio Garcia já está com resultado de pesquisa interna em mãos e deve reunir lideranças para definir rumo do partido.


 

A pesquisa interna que o Democratas encomendou do Instituto GPP foi entregue nesta segunda-feira (11) ao presidente do partido em Mato Grosso, o deputado federal Fábio Garcia, que agora vai convocar uma reunião nesta semana com os demais membros da Executiva Estadual para decidir se a legenda terá ou não candidato ao governo do Estado.

“O Democratas precisa tomar uma decisão se terá ou não terá uma candidatura própria. É pública a vontade do Democratas, tanto da Executiva Nacional, quanto da maioria dos membros da Executiva Estadual, que o Democratas tenha candidatura própria. Temos, na minha avaliação, 2 grandes nomes para assumir essa responsabilidade de governar e ser candidato a governador de Mato Grosso”, disse Garcia, se referindo ao ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, e ao ex-senador e ex-governador Jayme Campos. A declaração foi feita em entrevista à Rádio Capital FM.

Conforme o presidente do DEM, o resultado da pesquisa interna vai definir aquele que terá o apoio do partido em uma disputa majoritária, ou seja, terá preferência, quem pontuar bem nas intenções de voto. Fábio Garcia acredita que, assim como em outras pesquisas internas, Jayme e Mauro continuam bem avaliados. “Eu torço que 1 dos 2 assuma a responsabilidade de ser candidato e se algum dos 2 assumir, terá o apoio do partido”, disse.

O político lembra, no entanto, que apesar da vontade do partido e do desejo do eleitorado, tudo depende do interesse de cada um dos cogitados para encarar a disputa. “A decisão é pessoal. O partido não pode obrigar a pessoa a ser candidato. Tem que ter disponibilidade, disposição, poder ser candidato. O Mauro já manifestou várias vezes que quer, mas também disse que tem problemas”, ressaltou.

Caso Jayme Campos e Mauro Mendes declinem da função de cabeça de chapa, Fábio Garcia, cujo nome apareceu na pesquisa do Instituto GPP, afirma que pode ser uma alternativa, caso seja de interesse da maioria. “Se o partido decidir que tenho que ser candidato, serei. Acredito, no entanto, que a gente tem nomes com mais capilaridade, com mais tamanho, com mais conhecimento do que o meu”, insistiu se referindo a Jayme e Mauro. 


 

Autor: Celly Silva, repórter do GD
Data: 11/06/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Pré-campanha: Defesa de Selma Arruda apresenta alegações finais sobre abuso de poder e caixa 2
» Reação de Produtores: Prefiro começar vaiado e terminar aplaudido, diz Mendes
» Marcha no CPA: Servidores públicos protestam contra escalonamento e pela RGA
» Indicação da Assembléia: Rito para escolha de conselheiro deve ser publicado na terça-feira
» Blocos em discussão: Deputados articulam composição de Comissões Permanentes
» Operação Sodoma: TJ retira tornozeleira eletrônica de Silval, filho e mais 14 pessoas
» A bancada dos réus na Alerj: 1 em cada 5 deputados responde a processos criminais ou está preso
» "Vou contribuir, mas não abro mão da independência", diz Misael
» "Escolha do novo conselheiro do TCE será transparente e criteriosa"
» Pacote de Moro: "Medidas endurecem combate ao crime organizado e corrupção"
» Defensor da taxação: Tucano pede para reeditar CPI da Renúncia e Sonegação
» Despedida momentânea: Maggi diz que ainda é cedo para dizer se abandona carreira política
» Nova Legislatura: Assembleia tem 14 partidos e minoria na oposição a partir de 2019
» Ratos na merenda: Prefeitura adquiriu 48 ton de pão, mas escolas não receberam
» Caixa 2: Ministério Público encontra cheque omitido por senadora Selma Arruda
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.