Cuiabá 22/06/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Desconto de R$ 0,46 no diesel deve chegar a bombas no fim do mês, diz Padilha

Os outros R$ 0,05 de desconto prometidos aos caminhoneiros serão incluídos no preço com base no valor do ICMS cobrado pelos Estados, que, segundo o ministro, é reajustado quinzenalmente.


 

O ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) voltou a afirmar nesta quinta-feira, 7, que o desconto de R$ 0,46 no preço do óleo diesel, que faz parte do acordo do governo com os caminhoneiros, deve chegar às bombas no final do mês de junho.

‘Do dia 16 de junho em diante, já começa a pegar a projeção dos preços reduzidos agora do dia 1º a 15 de junho. E do dia 16 a 30 de junho já vai ter uma nova projeção e, aí sim, presumo, todos os postos estarão com os 46 centavos na bomba‘, disse Padilha em reunião da Associação Brasileira de Imprensas Oficiais.

Ele justificou que, no momento, o governo consegue garantir apenas R$ 0,41 de desconto no posto que já renovou estoque porque há adição de 10% de biodiesel na composição, que é mais caro.

Os outros R$ 0,05 de desconto prometidos aos caminhoneiros serão incluídos no preço com base no valor do ICMS cobrado pelos Estados, que, segundo o ministro, é reajustado quinzenalmente.

O ministro reiterou que o governo vai cumprir o acordo firmado com os caminhoneiros, mas há um ‘processo em andamento‘ até o desconto chegar ‘na ponta‘. Ele afirmou também que a nova tabela de preços mínimos para fretes será publicada apenas para corrigir imprecisões e erros identificados pelos próprios caminhoneiros.

‘O ministro dos Transportes junto com Agência Nacional dos Transportes (ANTT), a agência que é encarregada de fazer esses cálculos, disse que esses equívocos vão ser corrigidos. É o que vai acontecer, eles deverão, no menor prazo possível deverão, já publicar uma nova tabela corrigindo os equívocos verificados‘, disse.

Padilha negou que o governo esteja discutindo mudanças na política de preços da Petrobras para todos os combustíveis. Segundo ele, o debate da Agência Nacional de Petróleo (ANP) é sobre a ‘periodicidade‘ dos reajustes. ‘Vimos que a ANP vai exercitar sua competência de disciplinar o mercado nacional e está na perspectiva dessa disciplina que também avalie a periodicidade para o reajuste dos combustíveis. Periodicidade, não está se falando aqui em alteração da política de preço da Petrobras‘, ressaltou.

A ANP aprovou a abertura de uma consulta pública para discutir a periodicidade do repasse dos reajustes dos preços dos combustíveis. O órgão vai colher sugestões entre 11 de junho e 2 de julho. 


 

Autor: Estadão
Data: 07/06/2018
Noticias da Sessão: Cidades
» Pinheiro implanta primeira usina de energia solar em escolas municipais
» Taques debocha de Silval Barbosa ao apontar 'avião símbolo de quadrilha'
» Bebê indígena enterrado vivo passa por processo para respirar sem aparelhos
» Prefeitura de Cuiabá abre seletivo com 4 mil vagas e salários de até R$ 3,2 mil
» Prefeito reconhece empenho de trabalhadores nas obras de pavimentação do Altos da Serra I e II e Dr. Fábio I e II
» Embriaguês ao volante: Após matar jovem atropelada, produtor rural paga R$ 100 mil de fiança
» Taques entrega obras e inaugura hangar em Várzea Grande
» Fórum debate políticas públicas e auxilia na construção do Plano de Ação pelos Direitos das Crianças e Adolescentes
» Primeira-dama e equipe de voluntários entregam mais de 300 cobertores pela Capital
» Colisão entre carros deixa duas pessoas mortas na estrada da Guia
» Mais de 2 mil moradores do Santa Amália serão beneficiados com a 24ª edição do Mutirão da Limpeza
» Politec analisa água contaminada e suspeita é de sabotagem no Restaurante Universitário
» Prefeitura investirá R$ 51 milhões em obras de mobilidade urbana na Capital
» Novos pontos de ônibus serão implantados em parceria com a iniciativa privada
» Plástica para todos: Laudo aponta que morte pode ter ocorrido por retirada excessiva de gordura
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.