Cuiabá 16/02/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Caminho Livre: Deputados limpam vetos e líder quer priorizar contas de Taques

"Estamos com a pauta liberada. Agora, o semestre começa para valer", disse líder após votação


 

Os deputados estaduais concluíram na manhã desta quarta-feira (16) a votação de vetos do governador Pedro Taques (PSDB) a projetos dos próprios parlamentares e liberaram a pauta para apreciação de novas matérias.

 

Isso porque, quando se coloca os vetos do Governo em votação, nenhum outro projeto pode ser analisado antes de “limpar a pauta”. A votação de pouco mais de 30 negativas do Executivo começou no dia 26 de abril.

 

Ao todo, 14 parlamentares participaram da sessão em que foram votados nove vetos de Taques.

 

Destes, somente um foi derrubado, com 13 votos, número mínimo. Um projeto de autoria do deputado José Domingos Fraga (PSD) que institui o passaporte Equestre e dá outras providências.

 

Estamos com a pauta liberada. Agora, o semestre começa para valer e até o dia 31 temos a chegada da LDO aqui na Casa

Os deputados Max Russi (PSB) e Gilmar Fabris (PSD) também tentaram derrubar vetos em projetos de suas autorias, mas não conseguiram o número mínimo de votos necessários.

 

Max quis derrubar o veto ao projeto que fazia alterações no Programa de Incentivo ao Algodão de Mato Grosso (Proalmat). Ele chegou a pedir a compreensão dos parlamentares para a importância da derrubada.

 

O líder do Governo, deputado Wilson Santos (PSDB), chegou a liberar a base para votar da maneira que entendesse e, mesmo assim, o veto de Taques foi mantido.

 

Quórum e novas pautas

 

De início, o presidente do Legislativo, deputado Eduardo Botelho (DEM), precisou chamar a atenção, de maneira ríspida, aos colegas que chegaram a assinar a presença na sessão, mas não estavam em plenário.

 

 

“Está faltando compromisso dos deputados. Se não vai ficar, retire o nome do painel. Está ficando complicado. Muito ruim isso. Os deputados marcam reunião no mesmo horário e não vem para sessão”, disse antes do início da votação.

 

O deputado Wilson Santos chegou a convocar para a sessão não somente os colegas da base governista, como também os da oposição. Em diversos momentos usou o celular para ligar para os deputados.

 

Ao final, Wilson afirmou que, com a pauta limpa, a prioridade será colocar em votação as contas do governador referentes ao exercício 2016. O documento está na Casa desde julho de 2017.

 

Além disso, afirmou que em breve chegará a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que deverá estabelecer um orçamento superior a R$ 18 bilhões.

 

“Encerrada a apreciação de 30 vetos, agora temos condições de apreciar projetos de nossas autorias, as contas do Governo de 2016, a Mensagem 43 que propõe o Fundo Estadual de Estabilização Fiscal. Agradeço a todos os deputados da oposição, do bloco independente e da nossa base que estiveram aqui e garantiram o quórum”, disse.

 

 

“Estamos com a pauta liberada. Agora, o semestre começa para valer e até o dia 31 temos a chegada da LDO aqui na Casa. Temos muitas matérias importantes e quero agradecer a cada colega deputado que estive presente aqui”, completou.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Assembleia tem quórum, mas não derruba vetos de Taques em projetos

 

Deputados retomam o trabalho e votam vetos do governador

 

Autor: DOUGLAS TRIELLI DA REDAÇÃO
Data: 16/05/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Pré-campanha: Defesa de Selma Arruda apresenta alegações finais sobre abuso de poder e caixa 2
» Reação de Produtores: Prefiro começar vaiado e terminar aplaudido, diz Mendes
» Marcha no CPA: Servidores públicos protestam contra escalonamento e pela RGA
» Indicação da Assembléia: Rito para escolha de conselheiro deve ser publicado na terça-feira
» Blocos em discussão: Deputados articulam composição de Comissões Permanentes
» Operação Sodoma: TJ retira tornozeleira eletrônica de Silval, filho e mais 14 pessoas
» A bancada dos réus na Alerj: 1 em cada 5 deputados responde a processos criminais ou está preso
» "Vou contribuir, mas não abro mão da independência", diz Misael
» "Escolha do novo conselheiro do TCE será transparente e criteriosa"
» Pacote de Moro: "Medidas endurecem combate ao crime organizado e corrupção"
» Defensor da taxação: Tucano pede para reeditar CPI da Renúncia e Sonegação
» Despedida momentânea: Maggi diz que ainda é cedo para dizer se abandona carreira política
» Nova Legislatura: Assembleia tem 14 partidos e minoria na oposição a partir de 2019
» Ratos na merenda: Prefeitura adquiriu 48 ton de pão, mas escolas não receberam
» Caixa 2: Ministério Público encontra cheque omitido por senadora Selma Arruda
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.