Cuiabá 21/05/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Ministério da Saúde investiga duas mortes por suspeita de chikungunya em MT

Os dados também apontam que quase 40% dos casos da febre, no país, estão concentrados em MT.


 

Boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que duas mortes sob suspeita da febre chikungunya são investigadas em Mato Grosso. No ano passado, uma pessoa teve a morte confirmada por conta da doença infecciosa. Os dados também apontam que quase 40% dos casos da febre, no país, estão concentrados em MT. As informações foram coletados entre 31/12/2017 e 14/04/2018.

Leia mais: 
Quase metades dos casos de chikungunya do país se concentram em Mato Grosso

Entre os municípios com as maiores incidências registradas estão Nossa Senhora do Livramento, com 793 casos/100 mil hab.; Várzea Grande, com 3.182,0 casos/ 100 a 499 mil hab. e Cuiabá, com 200,6 casos/ 500 a 999 mil hab. Conforme o boletim, são 26,475 casos no Brasil, sendo que 10,467 se concentram em Mato Grosso.
 
Os municípios foram comparados utilizando estratos populacionais distribuídos da seguinte forma: menos de 100 mil habitantes; de 100 a 499 mil; de 500 a 999 mil; e acima de 1 milhão de habitantes.
 
O Centro-Oeste também apresentou o maior número de casos prováveis de febre de chikungunya, (10.714 casos; 67,5%) em relação ao total do país. Em seguida aparecem as regiões Sudeste (9.179; 10,6 %), Nordeste (3.893; 6,8 %).
 
Chikungunya
 
A febre chikungunya é uma doença infecciosa causada pelo vírus CHIKV e transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. Caracteriza-se, principalmente, pela febre alta (cerca de 39ºC) e fortes dores nas articulações.

Seu primeiro caso foi detectado no ano de 1952, na Tanzânia, e o termo “chikungunya” deriva do swahili, um dos idiomas do país, e significa “aqueles que se dobram”, devido à curvatura com que os pacientes podem atingir por conta das intensas dores causadas pela doença. Em solo brasileiro, a doença foi confirmada apenas em 2014, porém, desde então, as preocupações são grandes.

 

Autor: Olhar Direto - Da Redação - Fabiana Mendes
Data: 09/05/2018
Noticias da Sessão: Cidades
» Prefeitura assume os trabalhos e pavimentação do Ribeirão do Lipa é retomada
» Moradores do 1º de Março são contemplados com reforma do Centro Comunitário e curso pré-vestibular
» Jd. Primeiro de Março: Prefeitura reforma Centro Comunitário e garante novo polo para o CPC
» Plástica para todos: Confiante em programa, cuiabana vem da Espanha por cirurgias mais baratas
» Justiça manda prender José Dirceu; ex-ministro tem até as 17h de sexta para se apresentar à PF em Brasília
» Petrobras elevará preços do diesel e da gasolina a novas máximas a partir de quinta-feira
» Após greve, reajuste de refeições na UFMT fica para 2019
» Pequena estação garantirá tratamento de esgoto gerado em banheiro público da Praça Ipiranga
» Prefeito Emanuel Pinheiro entrega pavimento do São Roque e destaca qualidade no serviço prestado
» Prefeitura inicia construção do relógio dos 300 anos e revitalização da Av. Mato Grosso
» Fim de semana terá temperatura amena em Cuiabá e Chapada dos Guimarães
» Prefeitura finaliza trabalho de recapeamento da Avenida Getúlio Vargas
» Ministério da Saúde investiga duas mortes por suspeita de chikungunya em MT
» Prefeitura e Governo Federal retomam obras da Praça da Mandioca
» Colisão fatal: Ex-deputado Jota Barreto morre em acidente na BR-364
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.