Cuiabá 20/01/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Ministério da Saúde investiga duas mortes por suspeita de chikungunya em MT

Os dados também apontam que quase 40% dos casos da febre, no país, estão concentrados em MT.


 

Boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que duas mortes sob suspeita da febre chikungunya são investigadas em Mato Grosso. No ano passado, uma pessoa teve a morte confirmada por conta da doença infecciosa. Os dados também apontam que quase 40% dos casos da febre, no país, estão concentrados em MT. As informações foram coletados entre 31/12/2017 e 14/04/2018.

Leia mais: 
Quase metades dos casos de chikungunya do país se concentram em Mato Grosso

Entre os municípios com as maiores incidências registradas estão Nossa Senhora do Livramento, com 793 casos/100 mil hab.; Várzea Grande, com 3.182,0 casos/ 100 a 499 mil hab. e Cuiabá, com 200,6 casos/ 500 a 999 mil hab. Conforme o boletim, são 26,475 casos no Brasil, sendo que 10,467 se concentram em Mato Grosso.
 
Os municípios foram comparados utilizando estratos populacionais distribuídos da seguinte forma: menos de 100 mil habitantes; de 100 a 499 mil; de 500 a 999 mil; e acima de 1 milhão de habitantes.
 
O Centro-Oeste também apresentou o maior número de casos prováveis de febre de chikungunya, (10.714 casos; 67,5%) em relação ao total do país. Em seguida aparecem as regiões Sudeste (9.179; 10,6 %), Nordeste (3.893; 6,8 %).
 
Chikungunya
 
A febre chikungunya é uma doença infecciosa causada pelo vírus CHIKV e transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. Caracteriza-se, principalmente, pela febre alta (cerca de 39ºC) e fortes dores nas articulações.

Seu primeiro caso foi detectado no ano de 1952, na Tanzânia, e o termo “chikungunya” deriva do swahili, um dos idiomas do país, e significa “aqueles que se dobram”, devido à curvatura com que os pacientes podem atingir por conta das intensas dores causadas pela doença. Em solo brasileiro, a doença foi confirmada apenas em 2014, porém, desde então, as preocupações são grandes.

 

Autor: Olhar Direto - Da Redação - Fabiana Mendes
Data: 09/05/2018
Noticias da Sessão: Cidades
» Fatalidade: Trabalhador rural morre após ser atingido por fio de arame no peito
» Criminosos detonam explosivos em viaduto na 10ª noite de ataques no Ceará
» Impasse na Saúde: Secretário se reúne com médicos e diz que Samu não vai parar
» Tragédia na Walley: Córneas de cantor sertanejo devem ser doadas para mato-grossense
» MT recebe remessa de papel moeda e emissão de RGs volta a ser feita após mais de 1 mês suspensa
» Reajuste de R$ 4,10: Preço da passagem de ônibus sobe também em Várzea Grande
» Prefeitura de Nova Monte Verde (MT) abre inscrição de processo seletivo com salário de até R$ 12,6 mil
» Som alto: Após reclamações, Prefeitura multa bar na Praça Popular
» Acidente fatal: Homem de 46 anos morre ao ser atropelado na Avenida Beira Rio
» Vítima de sequestro: Mulher escapa do ex-marido, mas tem filho levado embora
» Vidas perdidas: Imprudência e bebedeira causaram acidentes e mortes em 2018
» Chuva causa deslizamentos e destrói casas em Cuiabá, veja fotos
» IPVA fica em média 3,21% mais barato em 2019 em MT
» Morre aos 94 anos o empresário Ueze Elias Zahran
» Balanço: Excesso de velocidade ainda é a principal causa de mortes nas rodovias federais
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.