Cuiabá 24/09/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Botelho diz que 'não tem nada em caixa' para pagar salários

O deputado afirmou que não tem nada em caixa para quitar os salários do mês de fevereiro e aguarda o repasse do duodécimo por parte do Estado. A dívida é de R$ 110 milhões.


 

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), afirmou que espera o repasse do duodécimo por parte do Governo do Estado para poder pagar a folha dos servidores referente ao mês de fevereiro. Segundo ele, a dívida do Estado com o Legislativo é de R$ 110 milhões.

Botelho afirmou que “não tem nada em caixa” para quitar os salários e aguarda o repasse, que deverá ser feito até o segundo dia útil do mês de março, para que não haja atraso. Até 2016, o duodécimo era pago no dia 20 do mês trabalhado.

Maurício Barbant

Botelho diz que 'não tem nada em caixa' para pagar salários

“Em janeiro, o Governo só passou a folha, mais nada. Em fevereiro, passou custeio e não a folha. Agora, vamos aguardar. Não temos nada em caixa. Temos R$ 110 milhões nas mãos do Governo”, disse o deputado.

Segundo Botelho, o governo fez uma reunião com representantes dos demais Poderes – Tribunal de Justiça Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da Defensoria Pública – para esclarecer sobre a mudança da data de repasse, hoje em atraso. A "dívida" soma aproximadamente R$ 554 milhões.

“O governo fez uma reunião com todos os Poderes e lá ele disse que se reorganizasse, ele ia passar o dinheiro no segundo dia útil de cada mês. Nós reclamamos, ponderamos, mas ele fez uma explanação dizendo de que, pelo menos por um tempo, ele precisaria disso e que não tinha condições realmente. Houve reclamações, mas ficou nisso. Estava tudo certo com os Poderes”, disse.

Por este motivo, Botelho determinou que os salários devam ser pagos até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado. A informação foi repassada na terça-feira (27) por meio do sistema de intranet, acessado apenas pelos servidores da Casa Leis.

Leia mais - Sem duodécimo, AL deixa de pagar servidor dentro do mês trabalhado

Botelho ainda explicou que, mesmo havendo o retorno da data de repasse do duodécimo para dia 20, não será mais possível o pagamento do salários no último dia útil de cada mês.

“Para nós pagarmos, temos que cadastrar no E-social, que não permite o pagamento antes de encerrar o mês. Então, ele precisa também do segundo dia. Passou a ser obrigatório fazer esse cadastramento. Pelo menos, a Assembleia aderiu. Mesmo que fosse pagar em dia, não temos como pagar dia 30”, encerrou.

 

Autor: Karine Miranda, repórter do GD
Data: 28/02/2018
Noticias da Sessão: Politica
» 2ª Rodada da Pesquisa Ibope: Mauro Mendes lidera com 39% enquanto Taques e Fagundes empatam nos 20%
» voice Pesquisas: Mendes se isola na liderança com 38%; Taques e WF estão empatados
» Voice: Jaime tem 36%; Nilson, 21%; Procurador, 20%; e Selma, 16%, na batalha pelo Senado
» Afago na Indústria: Mendes afirma que se eleito vai reduzir alíquota de ICMS do diesel
» Juntas somos melhores: Virgínia Mendes defende trabalho conjunto para superação das dificuldades em Mato Grosso
» Adversários desesperados: “Não permita que seu voto seja manipulado por gente sem limites”
» Selma Arruda deixará a política se for derrotada e confirma 'divergências' com Galli
» Silval nega sociedade com Mendes e 'proíbe' uso de seu nome na campanha eleitoral
» Estado necessário: Mato Grosso precisa cortar as mordomias palacianas, defende Otaviano Pivetta
» "Quero ser uma grande parceira das mães e idosos", diz Virgínia
» MPF denuncia Silval, Riva, Eder e mais 4 por crimes contra o sistema financeiro
» Mendes diz que se vencer contemplará indicações políticas na gestão
» Corrida ao Senado em MT: Voice aponta Jaime com 35%; procurador com 20%; e Leitão com 19%
» Bolsonaro tem 'condições clínicas estáveis', diz boletim médico
» Disputa pelo Paiaguás: Em Várzea Grande, Mendes lidera com 36%; Taques tem 18%; e WF, 4%
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.