Cuiabá 25/09/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Botelho suspende prorrogação de contrato com empresa alvo do MPE

A empresa Fidelity Comércio de Tecnologia da Informação e Comunicação foi contratada pela Assembleia para prestar serviços de tecnologia. O contrato tinha valor inicial de R$ 8,1 milhões.


 

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (PSB), suspendeu a prorrogação de um contrato firmado com a empresa Fidelity Comércio de Tecnologia da Informação e Comunicação, para prestação de serviços de tecnologia.

A empresa é alvo de investigação instaurada pela 13ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa do Ministério Público do Estado (MPE).

O contrato no valor inicial de R$ 8,1 milhões foi assinado em abril de 2016 pelos deputados estaduais Guilherme Maluf (PSDB) e o Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), que era o primeiro-secretário. O contrato tinha vigência de 12 meses.

Seu primeiro termo aditivo foi assinado por Botelho no valor de R$ 3,8 milhões, totalizando R$ 11,9 milhões. Contudo, posteriormente Botelho  resolveu suspender a prorrogação do contrato diante de ofícios enviados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) e MPE.

“Considerando o Ofício do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso; considerando o Oficio encaminhado pela 13ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa relativos à investigação em andamento referente ao contrato firmado com a empresa Fidelity Comércio de Tecnologia da Informação e Comunicação Ltda-ME, resolve suspender, com efeito retroativo, o primeiro termo aditivo ao Contrato Administrativo, no valor de R$ 3.841.800,00”, diz trecho da determinação de Botelho.

Botelho também determinou o envio dos autos à Corregedoria da Assembleia, para análise do contrato que pode culminar entre outras medidas disciplinares, a rescisão unilateral do acordo. “Encaminhar os autos dos processos acima relacionados, no prazo de 24 horas, à Corregedoria para análise e providências pertinentes”, diz outro trecho da decisão. 

 

Autor: Redação do GD
Data: 09/01/2018
Noticias da Sessão: Politica
» Mendes consegue direito de resposta contra Taques por "fake news"; multa estipulada de R$ 60 mil
» Nada decidido: TRE não barra Selma por suposto PAD, mas adia julgamento de registro
» Peculato na AL: Juiz condena à prisão ex-chefe de gabinete de Riva e contadores
» 2ª Rodada da Pesquisa Ibope: Mauro Mendes lidera com 39% enquanto Taques e Fagundes empatam nos 20%
» voice Pesquisas: Mendes se isola na liderança com 38%; Taques e WF estão empatados
» Voice: Jaime tem 36%; Nilson, 21%; Procurador, 20%; e Selma, 16%, na batalha pelo Senado
» Afago na Indústria: Mendes afirma que se eleito vai reduzir alíquota de ICMS do diesel
» Juntas somos melhores: Virgínia Mendes defende trabalho conjunto para superação das dificuldades em Mato Grosso
» Adversários desesperados: “Não permita que seu voto seja manipulado por gente sem limites”
» Selma Arruda deixará a política se for derrotada e confirma 'divergências' com Galli
» Silval nega sociedade com Mendes e 'proíbe' uso de seu nome na campanha eleitoral
» Estado necessário: Mato Grosso precisa cortar as mordomias palacianas, defende Otaviano Pivetta
» "Quero ser uma grande parceira das mães e idosos", diz Virgínia
» MPF denuncia Silval, Riva, Eder e mais 4 por crimes contra o sistema financeiro
» Mendes diz que se vencer contemplará indicações políticas na gestão
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.