Cuiabá 12/12/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Cidades
Força Nacional deve escoltar fiscais do Ibama após caminhonete do órgão ser incendiada em MT

Veículo foi queimado nesta terça-feira (7), dentro de vila na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, em Colniza. Ibama diz que tem suspeitas de quem é o mandante do crime.


 

Força Nacional deve reforçar a segurança dos fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que participam de uma operação na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt, em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, após uma caminhonete do órgão ser incendiada na tarde desta terça-feira (7).

Segundo o superintendente substituto do Ibama em Mato Grosso, Augusto Castilho, as equipes estão atuando no local na fiscalização de exploração e comércio ilegal de madeira e desmatamento em terras indígenas e o ato teria ocorrido como uma forma de represália. De acordo com ele, a polícia já tem um suspeito de ter encomendado o crime.

 

"Já temos suspeita de quem foi o mandante do crime e as polícias Civil, Militar e Federal já foram informadas e vão tomar as providências necessárias. A Força Nacional, que estava em Juína, já está se deslocando até ao local também para fazer a segurança dos servidores", afirmou.

 

Nenhum fiscal do Ibama ficou ferido após o ataque à caminhonete do órgão, uma vez que o fato ocorreu quando a equipe estava no intervalo do almoço. O veículo havia sido enviada de Goiás para reforçar a operação na região.

"Recebemos informações de que madeiras retiradas de terra indígena têm sido comercializadas por meio de serrariasirregulares e até mesmo de planos de manejo irregulares", disse Castilho.

O Ibama não deve suspender a operação após o ataque. "A fiscalização irá continuar, mas faremos uma avaliação em relação aos níveis de segurança que serão necessários", explicou o superintendente.

 

Fiscalização na reserva

 

Há dois anos, a reserva foi alvo de uma grande operação contra o desmatamento ilegal, quando foram apreendidas 600 m³ de madeira– o equivalente a 200 toras, suficiente para carregar 40 caminhões - extraída ilegalmente. Na época, o município liderava o ranking do desmatamento, com 54,8 mil hectares de mata derrubados.

 

Autor: Por G1 MT
Data: 08/11/2017
Noticias da Sessão: Cidades
» Descaso: Com sinais de abandono, Casa de Bem Bem desaba 2 vezes em um ano
» Parque das Águas: Após rapida interdição na montagem de palco, show da cantora Marília Mendonça é confirmado em Cuiabá
» Supermercado em Sorriso tem depósito consumido por incêndio gerando pânico e correria
» Terceiro caso em 9 dias: Bebê de 11 meses morre afogada dentro de balde com água
» Telefone Mudo: Celulares ilegais serão bloqueados a partir de sábado em Mato Grosso
» Mobilidade Urbana: Cuiabá lança licitação para construir 2 viadutos ao custo de R$ 34 milhões
» Em março de 2019: Leilão de 4 aeroportos de Mato Grosso prevê investimentos de R$ 771 milhões
» Afogou-se em piscina: Após ser resgatado, bebê de 10 meses não resiste e morre
» Fogo e Fumaça: Incêndio destrói loja de estofados automotivos na Miguel Sutil
» Em chamas: Carreta com cachaça tomba, pega fogo e motorista morre na Serra do Mangaval
» Vitima segue internada: Motorista que atropelou gari é solto em audiência de custódia
» Tijoladas na cabeça: Mulher espancada pelo marido morre após 44 dias internada na UTI
» Rodovia dos Imigrantes: Motorista de Honda Civic morre em colisão com carretas
» 2 Gari em 5 dias: Motorista bêbado atropela gari na madrugada de domingo
» BR-364: Motorista de Uno morre preso às ferragens após colisão com Hilux
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.