Cuiabá 24/11/2017
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Nilson Leitão deixará presidência para focar em campanha ao Senado

O atual presidente, deputado federal Nilson Leitão, afirmou que vai se aposentar do cargo que ocupa há seis anos para se dedicar a campanha ao Senado Federal em 2018


 

O PSDB deve escolher este mês a nova diretoria estadual da sigla. O atual presidente, deputado federal Nilson Leitão, afirmou que vai se aposentar do cargo que ocupa há seis anos para se dedicar a campanha ao Senado Federal em 2018. “Eu tenho um projeto para Senado e no ano que vem quero focar nele, por isso eu estou entregando a presidência do partido. A escolha vai acontecer agora no mês de novembro, meu mandato iria até maio”, disse o tucano. 

Leitão explicou que a eleição deve seguir o calendário nacional e em uma reunião na manhã de quarta-feira (1º) foram definidos e indicados alguns nomes para concorrer à presidência. “Eu já iria sair no final do ano quando ia pedir uma licença do cargo, mas em reunião com os colegas eu preferi fazer esse encaminhamento e vamos ver os candidatos”.

Os principais nomes lembrados no Estado são o do atual vice presidente da sigla, Rogério Sales, o secretário de Estado e presidente regional do partido Carlos Avalone, e o ex-vereador Paulo Borges. 
No âmbito nacional, Nilson acredita em uma disputa entre o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), e o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB-GO). “No dia 9 dezembro vamos ver quem deve assumir a presidência. Nossa tendência é apoiar o Marconi Perillo, porque é do Centro -Oeste, governador por quatro mandatos e temos proximidade com ele”.

Vaga no Senado

A busca pela vaga no Senado deve ser acirrada na base governista. Isso porque além de Leitão, outros nomes como o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), os atuais senadores José Medeiros (Podemos) e Blairo Maggi também devem buscar a cadeira majoritária. 


 

Autor: Janaiara Soares, repórter de A Gazeta
Data: 03/11/2017
Noticias da Sessão: Politica
» Maioria do STF vota pela restrição ao foro privilegiado para parlamentares
» Em Rondonópolis: MPE investiga licitação de R$ 5,1 milhões suspensa pelo TCE
» Botelho defende lanche para estudantes antes do início das aulas
» Fávaro lidera comitiva para tratar da ampliação da malha ferroviária de MT
» Quatro dias depois de serem soltos, deputados estão de volta à cadeia
» PF apreende armas, munições e pasta 'bomba' com conselheiro do TCE
» Leonardo Bortolin está eleito prefeito de Primavera do Leste com 69,25% dos votos
» Botelho confirma reunião com Campos para definir migração do grupo de Mendes para o DEM: “exige muita conversa”
» MPE notifica secretário a demitir ex-deputado do cargo de médico
» Câmara aprova projeto que acaba com atenuante de pena para menor de 21 anos
» Deu no "UOL": Senador faz emenda em MP que beneficia empresa da qual é sócio
» Eraí Maggi defende Blairo e diz que ele sofre perseguição por “sempre fazer o bem ao Brasil”
» Sem direito: Tribunal nega adicional de 5% nos salários de 40 juízes de Mato Grosso
» Ilhas Cayman: Maggi é beneficiário de empresa em paraíso fiscal, afirma site
» Viagem de Taques e Fávaro: Botelho assume o Governo e Maluf, a presidência da Assembleia
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.