Cuiabá 19/09/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Governo promete repasse aos Poderes para quitar folha salarial

Pedro Taques prometeu aos chefes dos outros Poderes, durante reunião, que fará um repasse emergencial para que os poderes honrem com sua folha de pagamento.


 

O governador Pedro Taques recebeu representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, para a expor os problemas fiscais vivenciados pelo Estado e alinhar quitação de débitos relacionados ao repasses de duodécimos, pagamento de salários e 13º do Executivo. A reunião foi realizada nesta quinta-feira (26), no Palácio Paiaguás.

O secretário de Fazenda, Gustavo Oliveira, destacou a posição do Ministério da Fazenda de que Governo Federal dificilmente oferecerá ajuda financeira aos Estados neste momento e citou os investimentos assegurados pelo Governo de Mato Grosso até o final do ano.

“Nós temos no cenário previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA), repasses programados entre os que estão em atraso e os que deverão ser feitos até o final ano, em torno de R$ 770 milhões a repassar aos poderes. Isso precisa ser programado financeiramente para que o Estado e os poderes não entrem em colapso financeiro”, afirmou o secretário.

Também foram colocadas em pauta as principais necessidades financeiras dos poderes em áreas essenciais e os efeitos da aprovação da PEC do Teto de Gastos nas finanças públicas nos próximos anos.

“Tudo isso foi uma avaliação positiva de que os problemas estão sendo enfrentados e que as soluções propostas combatem os problemas, mas que a recuperação definitiva só virá quando a União retomar a capacidade de apoiar financeiramente os estados”.

O secretário garantiu ainda que os repasses atrasados estão na programação. “Nós programaremos o tesouro para fazer os repasses necessários para que os poderes honrem com sua folha de pagamento, podendo esperar a chegada de R$ 350 milhões do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX). Também há alguns recursos extraordinários previstos de agora até o final do ano, para que não haja problemas de custeio ou no adimplemento da folha”, concluiu.

Em relação ao recebimento do FEX, assim como nos anos anteriores, o governador Pedro Taques tem trabalhado em Brasília, junto com a bancada federal, pelo recebimento do valor ainda este ano.

“O governador irá a Brasília, na próxima segunda-feira (30.10), cobrar agilidade do FEX e também a emenda da Saúde, que pode ser aporte para o custeio das despesas. Ele irá se reunir com todos os senadores, deputados federais e o prefeito da capital”, pontuou o secretário chefe da Casa Civil, Max Russi.

Segundo o secretário, o momento é de harmonia entre os poderes e tudo está sendo mostrado de forma transparente. “Os poderes, tanto a Assembleia Legislativa, quanto o Tribunal, têm ajudado muito o Poder Executivo. Eles estão vendo as dificuldades em suas instituições e querem ajudar o Estado a passar por esses dois meses, que serão os mais difíceis para nós”, finalizou Max Russi.

 

Autor: Evelyn Ribeiro, repórter Gcom/MT
Data: 27/10/2017
Noticias da Sessão: Politica
» Afago na Indústria: Mendes afirma que se eleito vai reduzir alíquota de ICMS do diesel
» Juntas somos melhores: Virgínia Mendes defende trabalho conjunto para superação das dificuldades em Mato Grosso
» Adversários desesperados: “Não permita que seu voto seja manipulado por gente sem limites”
» Selma Arruda deixará a política se for derrotada e confirma 'divergências' com Galli
» Silval nega sociedade com Mendes e 'proíbe' uso de seu nome na campanha eleitoral
» Estado necessário: Mato Grosso precisa cortar as mordomias palacianas, defende Otaviano Pivetta
» "Quero ser uma grande parceira das mães e idosos", diz Virgínia
» MPF denuncia Silval, Riva, Eder e mais 4 por crimes contra o sistema financeiro
» Mendes diz que se vencer contemplará indicações políticas na gestão
» Corrida ao Senado em MT: Voice aponta Jaime com 35%; procurador com 20%; e Leitão com 19%
» Bolsonaro tem 'condições clínicas estáveis', diz boletim médico
» Disputa pelo Paiaguás: Em Várzea Grande, Mendes lidera com 36%; Taques tem 18%; e WF, 4%
» Aliado de peso: Percival declara apoio a Mauro: "Já ajudei e vou ajudar de novo"
» Chapa de Wellington Fagundes é a primeira a ser deferida pela Justiça Eleitoral
» Deputados apresentam projeto para sustar decreto de Taques
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.