Cuiabá 24/10/2017
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Agronegocio
Suinocultura: Decreto reduz ICMS de suínos de 12% para 6% e fomenta setor

Ao assinar o documento, que reduz o imposto de 12% para 6%, Taques declarou confiança no setor e pontuou que o novo percentual trará crescimento econômico, criação de novos frigoríficos e aumento de empregos em Mato Grosso.


 

Um decreto que estabelece a redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para produtores de suínos foi assinado nesta quinta-feira (05.10) pelo governador Pedro Taques como forma de incentivar a suinocultura em Mato Grosso. Ao assinar o documento, que reduz o imposto de 12% para 6%, Taques declarou confiança no setor e pontuou que o novo percentual trará crescimento econômico, criação de novos frigoríficos e aumento de empregos em Mato Grosso.

Mesmo com a redução do ICMS, o Estado ampliará sua receita devido ao aumento da venda de suínos para outros mercados, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Carlos Avalone. “Em Mato Grosso temos grandes frigoríficos, mas eles têm os seus próprios produtores. Então, esse excesso, causado por não ter frigoríficos suficientes para abater a produção, poderá ser vendido para outros estados”.

Além de impulsionar o desenvolvimento, o decreto também visa solucionar problemas do mercado interno, como a retomada da construção de um grande frigorífico em Rosário Oeste, que está com a estrutura pronta mas que teve as obras paradas devido à queda de consumo causada pela crise econômica que atingiu o país.

“Este frigorífico será o maior do Brasil, mas, para que o empresário possa retomar a obra, ele precisa ter um aumento na produção de suínos em Mato Grosso. Enquanto não fica pronto, esse excedente tem que ser vendido para outros estados e esse é um dos principais motivos para essa redução do ICMS. O aumento previsto na produção é de 30 mil para 80 mil suínos”, explica Avalone.

A redução do imposto é uma reivindicação antiga do setor, lembrou o presidente da Associação dos Criadores de Suíno de Mato Grosso (Acrismat), Raulino Machado. “Conseguimos esse decreto que vai favorecer muito a suinocultura. Com a redução do ICMS é automático o aumento da quantidade de suínos e a implantação de novos frigoríficos, uma coisa puxa a outra”, comemorou.

Também participaram do ato de assinatura no Palácio Paiaguás o secretário de Fazenda, Gustavo Oliveira, o deputado federal Nilson Leitão, os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Baiano Filho e Mauro Savi, e representantes de associações e empresários do setor de suinocultura de Mato Grosso.

 

 

 

 

Autor: Renata Prata | Gcom-MT
Data: 06/10/2017
Noticias da Sessão: Agronegocio
» Novos mercados para a carne bovina brasileira podem ser anunciados em 2017
» Nova Maringá: Governador faz reunião ampliada com prefeitos e produtores de grãos
» Demanda crescente pelo cacau no final do ano pode dar suporte aos preços
» Receita com exportação de gado vivo sobe 22%
» Receita do agro atinge recorde em Mato Grosso
» Suinocultura: Decreto reduz ICMS de suínos de 12% para 6% e fomenta setor
» Coreia do Sul anuncia frigoríficos catarinenses habilitados a exportar carne suína
» MILHO: IMEA vê cenário de preços futuro parecido com o atual
» Mato Grosso finaliza colheita do algodão com expectativa de bons rendimentos
» Valor da produção agrícola brasileira cresceu 20% no ano passado
» Exportação dos Cafés do Brasil gera US$ 3,3 bilhões na balança comercial no período de janeiro a agosto deste ano
» À espera de chuva, PR plantou apenas 1% da safra de soja
» Governo libera R$ 25 bilhões em crédito rural entre julho e agosto
» Justiça suspende leilão de fazenda do Grupo JPupin
» Boas práticas no uso de FBN pode garantir o sucesso da lavoura de soja
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.