Cuiabá 22/04/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Câmara de Cuiabá faz sessão 'secreta' para legalizar suplementação milionária

Nesta sexta-feira (6), numa sessão extraordinária os vereadores de Cuiabá vão aprovar um projeto do Executivo para oficilizar suplementação milionária ao Legislativo Cuiabano.


 

A Câmara de Vereadores de Cuiaba realiza uma sessão extraodinária na manhã desta sexta-feira (6) para aprovar um projeto de autoria do Executivo Municipal que concede suplementação milionária ao Legislativo. Na prática, os parlamentares vão revalidar o repasse extra que o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) fez à Câmara, mas foi suspenso pela Justiça e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

No início de setembro, Pinheiro publicou um decreto concedendo ao Legislativo uma suplementação de R$ 6,7 milhões 2 dias após ter conseguido se livrar de um pedido de CPI que foi oficializado na Casa de Leis pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB) para investigar e afastar o peemedebista foi gravado em vídeo recebendo maços de dinheiro (mensalinho) pago pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB)em troca de apoio político e guardando no paletó. Na época dos fatos Emanuel era deputado estadual.

Leia também - Justiça anula repasse de R$ 6,7 milhões de Pinheiro a vereadores

A proposta de CPI ficou apenas no papel porque os vereadores oposicionistas não conseguiram as 9 assinaturas necessárias para instaurar a Comissão. O decreto que fez a transferência dos recursos para o Legislativo foi contestado na Justiça por advogados e até por um dos vereadores cuiabanos. O Tribunal de Contas também invalidou o Decreto Municipal nº 6.343/2017 e arbitoru multa ao presidente da Câmara, Justino Malheiros (PV) caso a ordem fosse descumprida.

Ednei Rosa

Líder do prefeito na Câmara

Agora, a Procuradoria do Município finalizou um projeto de lei que autoriza a suplementação. Basta o Legislativo aprovar o projeto em sessão plenária, o que está previsto para ocorrer nesta sexta-feira para que milhões estarão liberados. O Gazeta Digital não conseguiu confirmar o valor exato que será repassado com a aprovação do projeto, mas informações de bastidores apontam que a cifra estaria na casa dos R$ 5 milhões.

Ao encerrar a sessão desta quinta-feira (5), o vereador Renivaldo Nascimento convocou os colegas parlamentares para a sessão em caráter extraordinário para aprovação de um “assunto muito importante”.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Lilo Pinheiro (PRP), e o procurador-geral do Município, Nestor Fernandes Fidelis, foram procurados pelo Gazeta Digital, mas não atenderam aos telefonemas.

 

Autor: Welington Sabino, editor do GD
Data: 06/10/2017
Noticias da Sessão: Politica
» Emanuel quer nome de Cuiabá para vice de Wellington e Senado
» Por 5 a 0, Aécio vira réu em ação no Supremo
» Vaga deixada por Selma: TJ oficializa juiz Jorge Tadeu na Vara Contra o Crime Organizado
» Ex-aliados: “Escolho companheiros leais que ficam comigo, não adversários”
» R$ 180 milhões: Governo propõe que dinheiro arrecadado pelo Fundo Emergencial seja para a Saúde
» Prefeitura entrega 2 mil uniformes para garotas do Programa Siminina
» Atacadista: Após delação, Nadaf trabalha em empresa de citado na Ararath
» Abertura da Mini Fazendinha na Orla acontece nesta quarta-feira
» Mauro Mendes está pronto para disputar o governo, diz Júlio Campos - veja vídeo
» Saúde pública de Cuiabá é tema de reunião com vereadores da capital
» MPF sugere punição alternativa a Mendes por ofensas a juíz
» Vaza áudio de voo de Lula: "Manda este lixo janela abaixo aí"
» Lula deixa sindicato a pé e se entrega com 25 h de atraso
» Defesa de Lula vai ao STF para tentar impedir prisão de ex-presidente
» Selma Arruda disputará o Senado para fazer o que não conseguiu sendo juíza - vídeo
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.