Cuiabá 22/10/2017
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Agronegocio
Tragédia e prejuízo em Água Clara, Mato Grosso do Sul

O pecuarista Pérsio Ailton Tosi teve um prejuízo de mais de R$ 2 milhões com o morte de 1.100 animais que estavam confinados na fazenda Marca 7


 

Na tarde desta segunda-feira (7), o pecuarista Pérsio Ailton Tosi teve um prejuízo de mais de R$ 2 milhões com o morte de 1.100 animais que estavam confinados na fazenda Marca 7, localizada no município de Água Clara, a 200 km da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande. Os animais estão sendo enterrados na própria fazenda e não há registro da doença nas propriedades vizinhas.

De acordo com a Agência Estadual de Defesa Sanitária e Animal (Iagro), a suspeita clínica da causa da morte dos animais é botulismo, mas o resultado laboratorial só será divulgado em uma semana. Amostras da ração oferecida aos animais, que é produzida na própria fazenda, e da água da localidade foram enviadas para o laboratório estadual e, caso o resultado seja positivo, será enviado para uma segunda análise em um laboratório de São Paulo.

O botulismo ataca o sistema nervoso do animal provocando paralisia motora e o período de incubação é de uma semana a oito dias. A gravidade da doença está diretamente ligada à quantidade de toxinas que o animal ingeriu e pode ser dividia em quatro graus: Super aguda, Aguda, Subaguda e Crônica. Os principais sintomas são anorexia, falta de coordenação e ataxia.

Somente em caso de consumo de carne contaminada - Causas: No ser humano, a doença também ataca o sistema nervoso, podendo levar a morte conforme a quantidade de toxina expelida pela bactéria. Os principais sintomas no ser humano são visão dupla e embaçada, fotofobia (aversão à luz), ptose palpebral (queda da pálpebra), tonturas, boca seca, intestino preso e dificuldade para urinar.

Por isso a necessidade de consumir carne somente de frigoríficos ou matadouros credenciados e fiscalizados.

 

 

Autor: http://www.ruralnewsms.com.br
Data: 09/08/2017
Noticias da Sessão: Agronegocio
» Novos mercados para a carne bovina brasileira podem ser anunciados em 2017
» Nova Maringá: Governador faz reunião ampliada com prefeitos e produtores de grãos
» Demanda crescente pelo cacau no final do ano pode dar suporte aos preços
» Receita com exportação de gado vivo sobe 22%
» Receita do agro atinge recorde em Mato Grosso
» Suinocultura: Decreto reduz ICMS de suínos de 12% para 6% e fomenta setor
» Coreia do Sul anuncia frigoríficos catarinenses habilitados a exportar carne suína
» MILHO: IMEA vê cenário de preços futuro parecido com o atual
» Mato Grosso finaliza colheita do algodão com expectativa de bons rendimentos
» Valor da produção agrícola brasileira cresceu 20% no ano passado
» Exportação dos Cafés do Brasil gera US$ 3,3 bilhões na balança comercial no período de janeiro a agosto deste ano
» À espera de chuva, PR plantou apenas 1% da safra de soja
» Governo libera R$ 25 bilhões em crédito rural entre julho e agosto
» Justiça suspende leilão de fazenda do Grupo JPupin
» Boas práticas no uso de FBN pode garantir o sucesso da lavoura de soja
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.