Cuiabá 24/06/2018
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Agronegocio
Tragédia e prejuízo em Água Clara, Mato Grosso do Sul

O pecuarista Pérsio Ailton Tosi teve um prejuízo de mais de R$ 2 milhões com o morte de 1.100 animais que estavam confinados na fazenda Marca 7


 

Na tarde desta segunda-feira (7), o pecuarista Pérsio Ailton Tosi teve um prejuízo de mais de R$ 2 milhões com o morte de 1.100 animais que estavam confinados na fazenda Marca 7, localizada no município de Água Clara, a 200 km da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande. Os animais estão sendo enterrados na própria fazenda e não há registro da doença nas propriedades vizinhas.

De acordo com a Agência Estadual de Defesa Sanitária e Animal (Iagro), a suspeita clínica da causa da morte dos animais é botulismo, mas o resultado laboratorial só será divulgado em uma semana. Amostras da ração oferecida aos animais, que é produzida na própria fazenda, e da água da localidade foram enviadas para o laboratório estadual e, caso o resultado seja positivo, será enviado para uma segunda análise em um laboratório de São Paulo.

O botulismo ataca o sistema nervoso do animal provocando paralisia motora e o período de incubação é de uma semana a oito dias. A gravidade da doença está diretamente ligada à quantidade de toxinas que o animal ingeriu e pode ser dividia em quatro graus: Super aguda, Aguda, Subaguda e Crônica. Os principais sintomas são anorexia, falta de coordenação e ataxia.

Somente em caso de consumo de carne contaminada - Causas: No ser humano, a doença também ataca o sistema nervoso, podendo levar a morte conforme a quantidade de toxina expelida pela bactéria. Os principais sintomas no ser humano são visão dupla e embaçada, fotofobia (aversão à luz), ptose palpebral (queda da pálpebra), tonturas, boca seca, intestino preso e dificuldade para urinar.

Por isso a necessidade de consumir carne somente de frigoríficos ou matadouros credenciados e fiscalizados.

 

 

Autor: http://www.ruralnewsms.com.br
Data: 09/08/2017
Noticias da Sessão: Agronegocio
» Frango e suíno subvertem curva sazonal de preço das carnes
» Soja transgênica modernizou a economia brasileira
» Tabela da ANTT dobrou preço do frete e deverá ser alterada, diz Blairo Maggi
» Confinamento de bovinos crescerá em Mato Grosso, prevê IMEA
» Coreia do Sul abriu mercado para a carne suína do Brasil, diz ministro
» Na Turquia, Blairo Maggi trata da exportação de carne bovina congelada e bois vivos
» IBGE estima alta de 32,5% na produção de trigo
» Céleres eleva estimativa de safra de soja do Brasil a recorde de 117,8 mi t
» Mato Grosso exporta us$ 5,2 bilhões em produtos agropecuários nos primeiros quatro meses do ano
» Banco do Brasil prorroga parcelas de custeio e investimento para avicultura e suinocultura
» Carne de frango: em março, o maior volume em 14 meses
» Brasil vai ampliar exportação de carne para China e iniciar embarques à Indonésia e Coréia do Sul, disse Maggi
» Empresas do Agronegócio conseguem financiamento de R$ 199 milhões para investimentos em Mato Grosso
» Processamento de soja cresce 5,5% em fevereiro na comparação anual
» Clima será decisivo para o milho safrinha no Centro-Oeste
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.