Cuiabá 28/05/2017
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Chacota: CQC vai a presídio entregar trem a Silval Barbosa

 Denuncias
 Enquete


Politica
MPE pede cassação de chapa e inelegibilidade de Dilma por 8 anos

O Ministério Público Eleitoral atua como fiscal da lei na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer .


 

O Ministério Público Eleitoral pediu nesta sexta-feira (12) ao Tribunal Superior Eleitoral que a corte casse a chapa que elegeu em 2014 Dilma Rousseff e Michel Temer. Além disso, pediu a inelegibilidade de Dilma por oito anos.

O Ministério Público Eleitoral atua como fiscal da lei na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer . 

O documento, sob sigilo, foi obtido pela GloboNews e reitera o pedido feito na primeira fase do julgamento no TSE, que começou no dia 4 de abril. O julgamento, no entanto, foi interrompido. A manifestação final do MP é uma das peças que serão levadas para julgamento. E não antecipa a posição do ministro relator, Herman Benjamin.

Também entregaram alegações finais PT, PMDB e PSDB, partes no processo.

Na nova manifestação, o vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, incluiu os depoimentos dos marqueteiros João Santana e Monica Moura, que foram ouvidos no dia 24 de abril no processo. 

No documento, o vice-procurador destaca que Santana e Monica afirmaram  ‘’textualmente’’ que a representada (Dilma) tinha consciência de que uma parte do pagamentos por seus serviços era oriunda de caixa 2, de responsabilidade da Odebrecht’’. 

Dino incluiu o seguinte trecho do depoimento de João Santana: “Ela sabia que os pagamentos estavam sendo feitos, uma parte do pagamento era feita lá fora. Isso aí, sabia’’. 

Sobre o depoimento de Monica Moura, o vice procurador reproduziu um trecho em que a marqueteira disse que “a presidente sabia, sabia, sem sombra de dúvida’’. 

Para o Ministério Público, é ‘’possível concluir que a representada tinha conhecimento da forma como a Odebrecht estava financiando sua campanha eleitoral, dos ilícitos praticados em benefício da sua candidatura, com eles anuindo. Tendo ciência dos acontecimentos, bastava à representada coibir ou censurar a prática de tais condutas. Omitiu-se, porém. Nada fazendo, chamou a si a responsabilidade direta pelos fatos’’. 

Por isso, o MP pede a inelegibilidade de Dilma por oito anos. 

Sobre Temer, Dino escreveu que “há que se registrar que ele não foi mencionado nos depoimentos dos executivos da Odebrecht’’. Ele incluiu trecho do depoimento de João Santana afirmando que, com Temer, o único assunto tratado relacionado à campanha eleitoral foi o de um convite formulado pelo presidente para que o marqueteiro fizesse uma campanha no Haiti.

“Assim, não há elementos nos autos que liguem o representado Michel Temer aos fatos narrados pelos executivos da Odebrecht, referentes ao financiamento ilícito da campanha dos representados ..(..) Sem responsabilidade pessoal do segundo representado, não há o que se falar em inelegibilidade’’. 

Separação de chapa


Para o Ministério Público Eleitoral, é ‘’inviável’’ a tese de separação da chapa, como quer a defesa de Temer.

Dino registra, no novo documento, a sessão realizada no dia 4 de maio no TSE, que cassou os diplomas do governador e do vice-governador do Amazonas, por abuso de poder imputado ao primeiro titular da chapa. “Corroborando, assim, a jurisprudência da Corte’’.

O julgamento no TSE ainda não tem data para ser retomado, mas a expectativa é que ele seja marcado para junho. 

 

Autor: G1
Data: 15/05/2017
Noticias da Sessão: Politica
» Lava Jato: PF apreende documento com anotação 'cx 2' no apartamento de Aécio
» Galli diz que não tinha conhecimento de doação da JBS
» SAÚDE: MP pede bloqueio judicial de mais de R$ 9 milhões para custear Hospital Regional de Sorriso
» Prefeitos recorrem à AL para alterar lei e melhorar transporte escolar
» Juiz nega gratuidade de justiça a ex-secretário de MT preso por fraude
» Hospital de Sorriso: Deputado chama médico de “mentiroso” e diz que choro é “falso”
» AL ‘tranca’ pauta e debate com Taques equação para plano emergencial da saúde
» GRAMPOLÂNDIA: Viana requer 'CPI dos Grampos' e cobra assinaturas
» Com presença do governador, Unemat lança oficialmente cursos em Rondonópolis
» Assembleia e Senar selam parceria para ações de cidadania em MT
» "Caos" e "Vergonha": Base e oposição criticam situação da Saúde e podem “trancar” pauta
» Especialistas convidam deputados para visitar obras da Usina Hidrelétrica Sinop
» Debate: ALMT promove audiência pública para debater turismo na região Metropolitana
» Alta Floresta inicia preparativos para receber 7ª edição da Caravana da Transformação
» Cacarejando: Vandoni é condenada a indenizar Janaina por ofensas
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.