Cuiabá 14/12/2017
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Politica
Botelho afirma que não sentiu boa vontade após reunião com PSB nacional para rever destituição


 

A reunião entre os líderes do PSB que foram destituídos do diretório de Mato Grosso e o presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, não foi satisfatório. A análise é do deputado estadual Eduardo Botelho (PSB), presidente da Assembleia Legislativa de MT, um dos destituídos.



Leia mais:

Botelho diz que PSB nacional tomou “decisão aloprada” ao destituir mato-grossenses



“Eu não senti boa vontade”, resumiu Botelho, em entrevista ao Olhar Direto. “Na minha opinião, a reunião não foi satisfatória porque não foi conclusiva, porque esperávamos resolver isso”, completou, sobre a reunião que aconteceu no fim da manhã desta quinta-feira (11).



De acordo com ele, o presidente nacional do partido afirmou que levará o pedido das lideranças mato-grossenses a uma reunião de toda Executiva Nacional, a ser realizada daqui cerca de 20 dias, para então tomar uma decisão. Para Botelho, a falta de decisão é ruim, principalmente porque era esperado uma garantia de maior liberdade de atuação aos membros da sigla.



 Anteriormente, o presidente da Assembleia Legislativa já havia definido a decisão de Carlos Siqueira como “aloprada”. Ele também garantiu que os líderes do PSB de mato Grosso estão coesos em tomarão uma decisão em bloco, tanto se o Siqueira restituir o diretório, quanto se não o fizer e os líderes mato-grossenses decidiram trocar de partido.



Participaram da reunião o deputado federal Fabio Garcia, presidente estadual destituído, o deputado federal Adilton Sachetti, e os deputados estaduais Oscar Bezerra e Adriano Silva.



Todos os membros do Diretório do PSB de Mato Grosso perderam os seus cargos porque o deputado Fábio Garcia, presidente da Executiva Regional, contrariou orientação do Diretório Nacional e votou a favor da reforma trabalhista proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB), no plenário da Câmara dos Deputados.

 

Autor: olhar direto - Da Redação - Jardel P. Arruda
Data: 11/05/2017
Noticias da Sessão: Politica
» Vereadores de Cuiabá concedem 13º salário para si mesmos
» Deputados aprovam orçamento de R$ 20,3 bilhões para o Estado
» Contas Públicas: Orçamento da Prefeitura de Cuiabá prevê R$ 49 milhões a mais
» MT espera receber R$ 150 mi de empresas delatadas por Silval
» Alívio no caixa: Taques afirma que R$ 500 mi do FEX pagará Saúde e fornecedores
» Base de Taques: Botelho diz que Mauro quer Senado e espera consenso em grupo
» Caso Fabris: Ministro do STF é contrário à soltura de deputados pelo Legislativo
» 500 milões no caixa: Câmara aprova FEX e projeto será analisado pelo Senado Federal
» Novo projeto: Prefeito de Cuiabá garante que SEC 300 ficará melhor com mudanças
» Fávaro deixa secretaria de Meio Ambiente até dia 15 de dezembro
» Júlio Campos afirma que DEM só mantém compromisso com Pedro Taques caso esteja na majoritária
» Democratas dissolve todos os diretórios do Brasil e grupo de Mendes tem aval para montar executiva em MT
» Reforço no caixa: Governo afirma que Conab liberou R$ 110 milhões para o Estado
» PLOA 2018: Lei Orçamentária de 2018 é debatida em audiência pública na ALMT
» Bezerra assegura que jamais fez pagamento para empresa e diz que “quem deve explicar” é Silval
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.