Cuiabá 29/04/2017
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Chacota: CQC vai a presídio entregar trem a Silval Barbosa

 Denuncias
 Enquete


Politica
Efeito propina: “Por minha vontade, sairia; ficar significa um enorme esforço”

Ministro Blairo Maggi afirmou ainda ter compromissos a cumprir com agronegócio do País


 

Após ter sido citado por delatores da Odebrecht, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), afirmou que se dependesse dele deixaria o comando da Pasta. Entretanto, disse ainda ter missões a cumprir com o setor do agronegócio.

 

Os ex-executivos da empreiteira colocam Blairo como um dos supostos beneficiários de propinas em depoimento da Operação Lava Jato.

 

Em seu Facebook, o ministro disse não ser fácil passar por uma “acusação injusta”.

 

“Tenho muitos assuntos sendo tratados, inclusive o caso da carne, onde temos que nos reposicionar. Pela minha simples vontade, sairia. Ficar significa um enorme esforço íntimo. Não é fácil passar por uma acusação injusta”, disse na publicação.

 

“Mas tenho um setor inteiro que confia no meu trabalho e não pode ser mais afetado neste momento”, afirmou.

 

Tenho um setor inteiro que confia no meu trabalho e não pode ser mais afetado neste momento

O ministro voltou a criticar a citação de seu nome. Disse que o depoimento dos delatores são “inconsistentes” e que quer ver o assunto esclarecido o mais rápido possível.

 

Anteriormente, ele já havia dito ter sido pego de surpresa com o episódio e que se sentia “derrotado”.

 

“O depoimento do delator é inconsistente e cheio de contradições em relação a mim. Estou levantando todas as informações e o farei com a maior transparência. Estou no time dos políticos que querem ver este assunto esclarecido o mais rápido possível”, disse o ministro.

 

Recentemente, circulou na imprensa nacional que Blairo seria um dos ministros citados nas delações da Odebrecht que o presidente da República, Michel Temer (PMDB), avalia exonerar.

 

A delação

 

Em acordos de delação premiada firmados com o Ministério Público Federal (MPF), Antônio Pacífico Ferreira, diretor superintendente para as Áreas Norte, Nordeste e Centro Oeste da Odebrecht, e Pedro Augusto Carneiro Leão Neto, diretor de contratos da construtora, apontaram pagamento de R$ 12 milhões para Blairo - por meio de seu ex-secretário Eder Moraes. O valor teria sido utilizado para custear a campanha do então governador de Mato Grosso à reeleição, no ano de 2006.

 

Cinco cópias de documentos comprovariam os repasses de propina ao ministro por parte da construtora Odebrecht.

 

Os documentos citam repasses supostamente realizados não só a Blairo, como também ao ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Edmilson dos Santos, ao procurador do Estado João Virgílio Nascimento Sobrinho e ao procurador aposentado Francisco Lima Filho, o “Chico Lima”.

 

Autor: Midia News - DOUGLAS TRIELLI DA REDAÇÃO
Data: 20/04/2017
Noticias da Sessão: Politica
» Em ato público, juízes e procuradores criticam reformas trabalhista e da previdência: "retrocesso em direitos básicos"
» Botelho se reúne com procurador e suspende tramitação do projeto que anula criação do parque
» Câmara aprova proposta de reforma trabalhista; texto segue para o Senado
» Novela do VLT: Savi propõe emenda e relatório de CPI das Obras da Copa será votado na quarta
» Vila Bela: ALMT diz que vai suspender andamento de projeto que extingue reserva ambiental
» Governo e Comunicação: Prefeito desmembra secretarias; estruturas têm 105 cargos
» Líder diz que não irá orientar base para votar em relatório de CPI
» Estimativa é MT reaver R$ 1 bilhão com delação de Silval
» Efeito propina: “Por minha vontade, sairia; ficar significa um enorme esforço”
» ALMT fará sessão solene para homenagear o centenário do cuiabano Roberto Campos
» Botelho participa de inauguração do Fórum de Arenápolis e fala sobre parcerias com Judiciário
» Juiz de MT manda penhorar 30% de salário de deputado federal para pagamento de dívida
» Vazou nas redes: E-mails e planilhas comprovariam repasse de propina a Maggi
» Revisão inflacionária: Emanuel eleva em 4,69% salários de comissionados; veja tabela
» Prefeito assina ordem de serviço para pavimentação no Ribeirão do Lipa
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.