Cuiabá 15/09/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Meio Ambiente
Sema encerra curso de capacitação para bombeiros e Samu

Entre os temas abordados durante a capacitação estavam o encaminhamento da vítima, estancamento de produtos perigosos e seu confinamento, entre outros.


 

Um simulado prático, realizado na Usina Termoelétrica Pantanal Energia, encerrou no último sábado (13.12), o Curso Operacional com Produtos Perigosos. Durante uma semana (08 a 13.12), 37 bombeiros – 10 deles da capital e o restante do interior do estado – e um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) participaram da capacitação, a primeira nesse nível realizada em Mato Grosso. O curso foi promovido pela Coordenadoria de Atendimento a Acidentes Ambientais da Superintendência de Defesa Civil (Sudec), vinculada à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar.

 

O coordenador de Atendimento a Acidentes Ambientais, João Carlos Rocha explicou que por meio do curso os profissionais foram capacitados nas questões técnicas, ofensivas e defensivas, do atendimento de emergência. Entre os temas abordados durante a capacitação estavam o encaminhamento da vítima, estancamento de produtos perigosos e seu confinamento, entre outros.

 

Na simulação de emergência envolvendo produtos perigosos, realizada no último sábado, na Usina Termoelétrica Pantanal Energia, participaram os 37 alunos do curso, os integrantes da Brigada de Energia da Termoelétrica Pantanal, da White Martins, técnicos da Secretaria de Saúde do Estado, da Vigilância Sanitária do município e da Sema.

 

O exercício envolveu o atendimento as vítimas e sua retirada do local, a intervenção dos profissionais no vazamento de produtos perigosos. “A partir dessa capacitação, esses profissionais estão preparados para prestar o primeiro atendimento básico, ou seja, dar uma resposta ofensiva -, numa situação de acidente envolvendo esses produtos e, estamos também diminuindo o tempo resposta de atendimento a esse tipo de acidente”, salientou Rocha.

 

Com a capacitação, unidades do Corpo de Bombeiros no interior do estado estarão recebendo um kit básico contendo equipamentos como roupas de proteção tipos B e C, botas, máscaras e luvas utilizados especificamente para o uso no atendimento a acidentes envolvendo produtos perigosos. Entre as unidades que irão receber os equipamentos estão os quartéis do Corpo de Bombeiros localizados nos municípios de Rondonópolis, Primavera do Leste, Colíder, Cáceres, Barra do Garças e Nova Xavantina.

 

Outra conseqüência da capacitação é a integração desses profissionais ao Plano de Contingência da Defesa Civil, a partir de 2009. “Antes Mato Grosso possuía cerca de sete profissionais capacitados para prestar esse tipo de atendimento agora esse número aumentou para 48 profissionais”, explicou Rocha.

No total a Coordenadoria de Atendimento a Acidentes Ambientais capacitou em 2008 cerca de 80 profissionais na identificação de produtos perigosos e 37 no operação com produtos perigosos. Rocha lembrou que os cursos e capacitações vão ter continuidade no ano que vem a fim de preparar os profissionais do estado para esse tipo de ocorrência.

 

ACIDENTES - Um relatório divulgado pela Coordenadoria de Atendimento a Acidentes Ambientais vinculada a Superintendência de Defesa Civil (Sudec), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), mostra que 54% das ocorrências envolvendo produtos perigosos foram registradas na região Centro-Sul do Estado. Segundo o relatório nessa mesorregião, durante este ano, foram registrados 22 acidentes. A região Sudeste aparece com nove acidentes seguida pela região Sudoeste, com quatro registros, Nordeste, com três e no Norte mato-grossense foram registrados dois acidentes.

 

Na região Metropolitana de Cuiabá, 65% dos acidentes ocorreram a uma distância acima de 100 quilômetros da Capital, o que representa 26 acidentes registrados enquanto que 14 acidentes (35%) ocorreram dentro da área metropolitana.

 

No total, em 2008, foram registrados 41 acidentes no Estado envolvendo produtos perigosos, dos quais a maioria, 14 acidentes, representando 35% do total, estavam relacionados a combustíveis seguido por agroquímicos, com 9 acidentes (22%), seis envolvendo produtos químicos diversos. O restante foram registrados três acidentes envolvendo materiais de descarte, três acidentes por contaminação, um com material explosivo e um com material radiológico.

Autor: www.secom.mt.gov.br - MARIA BARBANT - Assessoria/Sema-MT
Data: 15/12/2008
Noticias da Sessão: Meio Ambiente
» Tempo seco e calor: Três bairros lideram as queimadas na zona urbana em Cuiabá
» Desmatamento: Primeira fiscalização com novo sistema de monitoramento gera R$ 7,5 milhões em multas
» Municípios com maior número de queimadas tiveram as maiores taxas de desmatamento em 2019, diz Ipam
» Ministro afirma que parte dos incêndios é intencional
» Parque Nacional: Incêndio atinge Chapada há 6 dias e destrói área de 30 km
» Fim das sacolas dos supermercados impõe mudança de hábitos aos cidadãos
» Brasil é o país que mais altera leis que deveriam proteger a Amazônia, indica estudo
» Extensa programação: 15ª Semana do Meio Ambiente tem início com caminhada no Parque Mãe Bonifácia
» França bane uso de fungicida epoxiconazol por preocupações com saúde
» Relatório aponta mais impactos negativos do plástico no meio ambiente e na saúde humana
» Ibama flagra extração ilegal de madeira em terra indígena e polícia prende 12 pessoas em MT
» Desmatamento diminui 77% da Amazônia em MT em março de 2019, diz governo
» Mudanças climáticas abalaram a vida de 62 milhões só no ano passado, diz relatório da OMM
» Fim de semana produtivo para o Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental
» Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental apreende 173 palanques de madeira durante Operação Ágata em Cáceres-MT*
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.